Rue Cremieux

As 5 melhores ruas de Paris para flanar fora do radar


Quem segue o blog já sabe que eu sou uma turista imperfeita. Nada de seguir esquemas o tempo inteiro. De vez em quando precisa sair do roteiro, do eixão, e procurar um cantinho para “saborear” a cidade. E Paris é uma cidade que pede pelo amor de Deus que você pare e olhe para ela. E aí surge o dilema: onde? Eu escolhi as 5 melhores ruas de Paris para flanar fora do radar – mas ficando perto do centro 🙂

Aviso aos navegantes: Em qualquer lugar de Paris você encontra turistas. Porque Paris é Paris. Aquela estória que tio Google conta sobre os “lugares secretos de Paris” nem sempre é verdade. Digo por experiência. Para ficar longe dos turistas tem que ficar longe das atrações…e olhe lá.

Por causa disso, não seria honesto fazer de conta que estou dando dicas de ruas desertas. São ruas pitorescas e relativamente tranquilas que – apesar de ficarem perto de atrações ou monumentos famosos – ficam meio escondidas e nem sempre entram no roteirão clássico.

 A ideia é: acabou de passar na frente do Hôtel de Ville? Estica até a Rue des Barres porque é uma graça. Enfim, uma alternativa para principiantes e iniciados 🙂

As 5 melhores ruas de Paris – mas fora do radar

Rue des Barres (IV arrondissement)

A Rue des Barres é uma surpresa. Você está passeando na Rue de l’Hôtel de Ville e de repente…um mergulho na antiguidade. Uma ruela para pedestres já no finalzinho do bairro Le Marais que passa ao lado de uma das igrejas mais bonitas de Paris, a Église Saint-Gervais, construída sobre um templo romano do século IV. A rua passa ao lado de uma  pequena praça lotada de mesinhas e gente jogando papo fora.

Ali fica o famoso bistrô-restaurante L’Ebouillanté, para quem quer sentar e curtir o flanar dos parisienses.

Perto de | Église Saint-Gervais, Rue de Rivoli, Memorial da Shoah e Hôtel de Ville

Como chegar | Parada Hôtel de Ville, metrô 1 e 11

Aqui no blog tem mais sobre Le Marais | O que fazer no Marais

Rue des Barres

A parte antiga da Rue des Barres


Rue des Barres

A parte animada da rua fica ao lado da Rue de l’Hôtel de Ville


Rue Crémieux (XII Arrondissement)

Conhecida como a rua mais colorida da cidade, Rue Crémieux é puro charme e, sem dúvidas, uma das melhores ruas de Paris. Construída em 1857, foi batizada como Avenue Millaurd, mudando depois para Rue Cremieux a pedido dos parisienses em homenagem ao político e advogado Adolphe Crémieux, ativista a favor da abolição da pena de morte.

Mas os motivos para ir até lá são as fachadas coloridas, os trompe l’oeil e aquela cara de rua de verdade, de vida tranquila e romântica. Lembra a Portobello Road de Londres.

A rua é curtinha e o passeio dura meia hora, meia hora de tranquilidade, ao lado do burburinho da Place de la Bastille, principalmente no dia da feira.

Perto de | Gare de Lyon, Coulée Verte René Dumont, Place de la Bastille

Como chegar | parada Gare de Lyon, metrô 1 e 14

Se gostar de feiras, confira minhas dicas sobre a feira da Bastilha

melhores ruas de Paris

Fachada típica da Rue Crémieux. Fofura…


Rue Crémieux

A rua é assim, super colorida


Promenade Plantée ou Coulée Verte René-Dumont (XII Arrondissement)

Visitou Rue Crémieux e ainda tem meia horinha? Então estique até a Promenade Plantée, o calçadão suspenso de Paris, irmão mais velho (e menos famoso) da High Line de Nova York. Fica bem perto.

Para quem não sabe, Promenade Plantée  é um corredor verde suspenso, o primeiro do mundo, construído em 1998 em cima da antiga linha ferroviária que ligava a Bastilha e Varenne-Saint-Maur.

É um itinerário de 4,5 km entre jardins, canteiros e edifícios residenciais que começa a poucos quarteirões da Praça da Bastilha que vai levar você para dentro da vida parisiense.

O primeiro trecho (e mais indicado para um passeio rápido) leva até o Jardim de Reuilly. Quem quiser continuar, pode prosseguir ao longo da Allée Vivaldi até o Bois de Vincennes. Ao longo da Avenue Daumesnil, fica o famoso Viaduc des Arts, uma galeria de lojas de artesãos e designers que ocupa os arcos sob o viaduto.

Não muito longe da Promenade fica o mercado Marché d’Aligre, um dos meus lugares preferidos em Paris para comprar “souvenir gastronômico”.

Perto de | Gare de Lyon,  Place de la Bastille e o Marché d’Aligre

Como chegar | parada Ledru-Rollin (metrô 8) ou parada Bastille (metrô 1, 5 8)

promenade plantee

Um passeio entre canteiros de rosas…


Viaduc des Arts

as lojas do Viaduc des Arts


Quai des Jemmapes (X Arrondissement)

É o calçadão do lado norte do charmoso Canal Saint-Martin, monumento histórico da cidade. Quem viu o filme Amélie Poulain vai lembrar das pontes e sabe do que estou falando. Quem quiser mais dicas pode clicar no meu post completinho sobre o Canal Saint-Martin.

O Quai é ideal para um rolê descontraído e para fotografar a passagem dos bateaux entre o Quai des Jemmapes e a Rue de la Grange-aux-Belles. Além de ser um dos melhores points para curtir a Paris dos parisienses, principalmente no verão quando muita gente passeia ao ar livre ou fica pegando aquele solzinho nos jardins.

No Quai você vai encontrar vários bistrôs, restaurantes e boulangeries menos voltados ao turismo (e principalmente mais baratos).

Perto de | Canal de Saint-Martin, Gare de l’Est, Gare du Nord, Rue

Como chegar | parada  Jaurès (metrô 2, 5 e 7B) ou Gare de l’Est (4, 5 e 7).

Canal Saint Martin

O Canal Saint Martin


Rue Bonaparte (VI Arrondissement)

A Rue Bonaparte é outra estória…porque estamos falando de uma das ruas mais tradicionais e elegantes da cidade. Elegante sim, mas não metida. Fica no coração de Saint-Germain, bairro nobre e boêmio, um dos meus preferidos.

A Rue Bonaparte, além de tranquila, é conhecida pelas galerias de arte, pelas pastelarias famosas (leia-se Pierre Hermé) e por certas boutiques e joalherias que são a cara da moda parisiense. Poucas grifes planetárias mas…tudo de muito bom gosto.

Perto de | Église de Saint Germain des Prés, Les Deux Margot, Boulevard Saint Germain

Como chegar | parada Saint-Sulpice ou Saint-Germain-des-Prés (metrô 4)

Mais dicas sobre o bairro Saint-Germain | As melhores ruas de Saint-Germain


Guarde no Pinterest para ler depois

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *