Mercado de São Paulo: de tudo, um pouco


Quem diria, anos atrás quando estava prestes a ser demolido, que o Mercado de São Paulo viraria atração turística…”Culpa” do milagre da gourmetização que transforma qualquer mercado público meio abandonado em empório gastronômico.

E São Paulo não fez por menos… seguiu as pegadas de Londres, Lisboa, Madrid, entre outras, e trouxe à tona, um mercado histórico onde comprar e comer de tudo um pouco.

Sobre o Mercado de São Paulo

Inaugurado no início dos anos 30, o Mercadão, como é carinhosamente chamado, é um dos marcos do período de glória da capital paulistana e um dos símbolos da cidade.

O estilo eclético segue o modelo usado em outros mercados públicos construídos na mesma época no Brasil e na Europa. Um destaque especial vai para os maravilhosos 32 vitrais temáticos, importados da Alemanha e realizados pelo artista russo Conrado Sorgenicht Filho, o mesmo da Catedral da Sé e de outras igrejas brasileiras.

Depois de anos de descaso, em 2004, o mercado passou por uma importante reforma e ganhou nova vida como mercado gourmet. Hoje tem mais de 12.000 metros quadrados e quase 300 estandes.

O mercadão fica localizado num ponto chave da cidade, ideal para ser incluído num roteiro e pé. Nos arredores encontram-se a Rua 25 de março, parada obrigatória para quem gosta de espreitar a vida atrás dos bastidores (presente!), o Museu da História da Cidade de São Paulo, a Catedral da Sé e o Mosteiro de São Bento.

Mercado de São Paulo

Belíssimos vitrais temáticos sobre agricultura e pecuária


Mercado de São Paulo

Vista do mezanino do mercado


O que comprar no Mercado de São Paulo

Especialidades. Esse é o tema do mercado. Não é lugar onde fazer as compras da semana porque os preços são altos, pelo menos para o meu bolso. Mas é o lugar onde eu iria se quisesse preparar uma receita especial.

Os pontos fortes do mercado são:

  • ingredientes para receitas italianas: tomates secos, azeitonas temperadas, cogumelos, alcaparras…;
  • frios nacionais e importados: queijos e embutidos da tradição culinária italiana, queijos regionais, charcutaria brasileira;
  • carnes: cortes especiais e produtos regionais, como carne de sol e carne seca, frango, ingredientes para uma feijoada com F maiúscula,;
  • conservas: bacalhau em vários formatos, anchovas, frutas em calda;
  • sucos, frutas e verduras selecionadas: figos “gigantes”, ameixas, frutas cristalizadas;
  • iguarias árabes;
  • pães e doces;
  • frutos do mar…
mercado de São Paulo

Pimentas e conservas


Mercado de São Paulo

No mercado há vários estandes especializados em bacalhau


Mercado de São Paulo

Seleção de frutas cristalizadas


Mercado de São Paulo

Produtos regionais


O que comer no Mercado de São Paulo

Os bares e restaurantes ficam no térreo e no mezanino. Alguns tem mesinha ou bancos, em outros tem que comer em pé.

Alguns pratos icônicos do mercado já valem a parada, como o famoso pastel de bacalhau (no Hocca Bar), o sanduíche de mortadela (no Bar do Mané) e a coxinha. Todos de tamanho GG.

E ainda: cafezinho gourmet, salgadinhos, ostras, comida japonesa, cervejas artesanais, saladas, sorvetes, doces e lanches em geral.

O mercado fica lotado nas horas de pico. Para comer com calma, sem ter que esperar uma vaga, é melhor chegar um pouco antes do almoço.

Mercado de São Paulo

Frutas selecionadas (e caras)


Como chegar

A melhor opção para ir ao mercado é de metrô. As estações mais próximas são:

  • Luz ( Metrô – 1 Azul / 4 Amarela )
  • São Bento ( Metrô – 1 Azul)

Informações úteis

Horário | Segunda à Sábado: 06h às 18h – Domingo  e feriados: 06h às 16h

Site | Mercadão de São Paulo


2 respostas
  1. Gilberto P Filho says:

    Isso mesmo uma excelente opção de passeio. Lindos vitrais, estandes organizados e comidas bem sortidas! Todas as vezes passo lá. E no fim, claro, comer algo bem gostoso!

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.