Metrô de Nápoles: um museu inesperado


Sei que pode parecer estranho mas a “atração” que mais me surpreendeu em Nápoles foi o metrô. Exatamente, o metrô de Nápoles é algo inesperado porque longe anos-luz de qualquer clichê que você já ouviu sobre a cidade.

Não é só um meio de transporte prático e rápido mas um verdadeiro museu de arte moderna, organizado nos mínimos detalhes e muito bem conservado. Não vi sequer um pedaço de papel no chão ou pichação das obras.

É motivo de orgulho para os napolitanos. E com razão, porque o metrô de Nápoles é considerado um dos mais bonitos do mundo. Exagero de italiano e turista deslumbrado? Não, venha comigo conferir as paradas mais famosas e que ficam localizadas no centro da cidade.

As estações “artísticas” do metrô de Nápoles

O metrô de Nápoles está em operação desde 1993. A rede tem uma extensão de 20 km, com 23 estações distribuídas em duas linhas.

A partir de 1995, a Prefeitura de Nápoles lançou a iniciativa “Stazioni dell’Arte” (Estações da Arte) encarregando vários artistas e arquitetos de fama internacional (mas também jovens talentos emergentes) de projetar as obras de ampliamento e reforma das estações.

O resultado é uma coleção de mais de 200 obras de arte realizadas por mais de 90 artistas. A iniciativa foi muito bem recebida pelo público e, em 2012, a estação de Toledo foi premiada pelo jornal The Daily Telegraph como a mais impressionante da Europa e, em 2014, recebeu o prêmio da estação mais bonita da Europa pela CNN.

Estação Garibaldi

A estação, projetada pelo arquiteto francês Dominique Perrault, o mesmo que projetou a Biblioteca Nacional Francesa, é dominada pela presença de estruturas em aço e vidro e imensas escadas rolantes suspensas que levam o passageiro até a profundidade de 40 m no subsolo.

A decoração foi criada pelo artista italiano Michelangelo Pistoletto que usou silhuetas de passageiros de tamanho real em painéis de aço. Parecem pessoas de verdade.

metrô de Nápoles

Serigrafia em aço espelhado (obra de Pistoletto): figuras de tamanho natural


Estação Università (Universidade)

A coloridíssima e psicodélica estação Università foi projetada pelo super-premiado e eclético arquiteto e designer Karim Rashid e por Alessandro Mendini, italiano.

A intenção declarada de Rashid era conceder 5 minutos de inspiração, beleza e prazer aos passageiros apressados que atravessam o corredor do metrô. O resultado é surpreendente e deixa qualquer um boquiaberto.

Na estação há obras para todos os gostos: esculturas ultra modernas, revestimentos arrojados e tridimensionais, imagens pintadas nas escadas e fortes contrastes cromáticos.

Um verdadeiro percurso sensorial e poético, como diz Rashid, que leva você até as plataformas do metrô, a 30 metros de profundidade!

metrô de Nápoles

Escadas rolantes coloridas levam até o subsolo a 30 metros de profundidade


metrô de Nápoles

Espelhos e reflexos nos corredores da estação (obra de Karim Rashid)


metrô de Nápoles

Os revestimentos psicodélicos da estação parecem cenário de ficção cientifica


metrô de Nápoles

Esculturas de vanguarda: Conversational profile (coluna preta) e Synapsi de Karim Rashid (escultura metálica, no fundo)


Estação Toledo

Toledo, considerada pela CNN a estação a mais bonita da Europa, foi projetada pelo arquiteto e artista catalão Oscar Tusquets Blanca, com a contribuição de artistas como Oliviero Toscani, Robert Wilson, entre outros.

Como na estação Università, as cores e as formas arrojadas são as protagonistas. As ondas, o azul marinho e a profundidade das escadas rolantes reproduzem um fundo do mar surrealista.

Mais uma demostração do poder de transformação da arquitetura!

metrô de Nápoles

Foto icônica da famosa estação Toledo. Paredes (Olas) e teto (Crater de luz) criados pelo catalão Oscar Tousquets Blanca, iluminação do texano Robert Wilson


Estação Toledo

Como um submarino boiando na água (Impressão digital “By the sea… you and me” do artista texano Robert Wilson


Estação Toledo

Mosaicos do artista sul-africano William Kentridge


Estação Dante

Projetada pela famosa arquiteta italiana Gae Aulenti e decorada com painéis de vidro branco que abrigam obras de vários artistas contemporâneos, entre eles Carlo Alfano e Joseph Kosuth, um dos criadores da arte conceitual.

Menos colorida do que as estações Università e Toledo, mas não menos interessante.

Estação Dante

Mosaico do artista italiano Nicola de Maria


Estação Dante

Obra do famoso artista grego Jannis Kounellis


Estação Museo (Piazza Cavour)

Projetada também pela arquiteta Gae Aulenti, a estação abriga uma galeria de fotos de vários artistas italianos, inclusive algumas em preto e branco de Mimmo Jodice, e majestosas esculturas da Accademia delle Belle Arti.

Na área “Stazione Neapolis”, no corredor que leva até o Museu, estão expostos restos arqueológicos encontrados durante a construção do metrô.

O acabamento em tons avermelhados lembra o vizinho Museo Archeologico Nazionale. Na parte de dentro, a estrutura é de vidro branco e aço.

Estação Museo

Em uma das entradas fica uma reprodução em bronze da escultura Laocoonte. O original está exposto no Musei Vaticani


Estação Museo

Fotografias em preto e branco do artista italiano Mimmo Jodice


As estações artísticas não acabam por aqui. Se você tiver mais tempo não deixe de visitar também Materdei e Salvator Rosa, projetadas por Alessandro Mendini.

As outras estações, mesmo muito bonitas, ficam longe do centro da cidade.

Info utéis

Site oficial da empresa de transportes | Metrô de Nápoles

Descrição oficial das instalações artisticas | Stazioni dell’Arte


Guarde no Pinterest para ler depois

4 respostas
  1. Maria Amélia
    Maria Amélia says:

    Olá Adelaide
    pena que não li esse post antes de viajar mas não conhecia o blog.
    Já estou em Nápoles e acabei de ver a estação de Toledo uma maravilha.
    Queria ver as outras mas acho que vai ficar apertado porque meu hotel fica bem no centro e não preciso me deslocar com o metrô.
    Quais estações você indica como imperdíveis? Se der tempo vou tentar visitar.
    Parabéns pelo blog.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.