Museus gratuitos em Milão

Museus gratuitos em Milão? Parece pegadinha mas não é. Além do acesso livre todo primeiro domingo do mês, há várias opções gratuitas o ano inteiro. 

Quem nunca ficou pra lá de sem graça quando descobriu que o tal museu dos sonhos custava uma pequena fortuna? Aconteceu comigo mas acho que já aconteceu com todo mundo, principalmente quando estamos viajando com a família toda e as entradas podem custar como ou mais de uma diária de hotel.

Visitas a museus (ou a igrejas, exposições, galerias, etc) podem impactar fortemente no nosso orçamento de viagem. Mas renunciar a certas maravilhas também não é uma saída.

Sabendo disso, a Itália oferece – no primeiro domingo de cada mês – entrada livre em alguns museus com o intuito de viabilizar o acesso a todos,  divulgando arte e cultura. Na verdade, a promoção não vale só nos museus mas também nos jardins e parques monumentais.

O nome oficial do programa é “Domenica al museo“, publicado no site do Ministério da Cultura, onde você pode consultar datas e museus que participam da iniciativa na Itália inteira.

Mas não acaba aqui. Há outras opções de entradas gratuitas e com descontos. Confira as ofertas de Milão.

Museus gratuitos em Milão – primeiro domingo do mês

Milão também participa do programa “Domenica al museo” com os principais museus da cidade onde a entrada é gratuita no primeiro domingo do mês:

  • Pinacoteca di Brera (grátis mas com reserva antecipada): um dos museus mais importantes da Itália, imperdível para quem gosta de obras clássicas (preço inteiro: 15,00 euros);
  • Museo del Castello Sforzesco: o castelo é um dos símbolos da cidade e no museu fica a famosa Pietà Rondanini de Michelangelo (preço inteiro: 5,00 euros):
  • Museo del Novecento (grátis só a coleção permanente):  reúne obras italianas do Século XX (preço inteiro: 10,00 euros);
  • Museo del Cenacolo Vinciano (grátis somente para compras online): o Cenáculo de Leonardo da Vinci dispensa apresentações (preço inteiro: 15,00 euros);
  • Gallerie d’Italia: coleção de obras de arte do século XIX , mas vale também pelo maravilhoso palacete (preço inteiro: 10,00 euros).

Antes da visita, consulte os horários nos sites oficiais e confira se precisa reservar antecipadamente.

Leia mais aqui no blogCastelo Sforzesco com crianças

Pietà di Michelangelo

A maravilhosa Pietà Rondanini de Michelangelo fica no Museu do Castello Sforzesco em Milão


Museus gratuitos em Milão – outras opções

Nem todo mundo sabe mas alguns museus italianos oferecem acesso gratuito em alguns dias da semana e durante horários específicos.

Milão não foge à regra e disponibiliza as seguintes opções em toda primeira e terceira terça-feira do mês a partir das 14 horas:

  • Museo del Castello Sforzesco
  • Acquario civico
  • Museo di Storia Naturale.

Não vai dar para aproveitas os museus gratuitos em Milão por causa dos horários, não desanime! Confira também alguns descontos super especiais nos seguintes museus:

  • Pinacoteca di Brera: entrada a 3 euros toda terceira quinta-feira do mês das 18 h às 22 h;
  • Galleria di Arte Moderna (G.A.M.): entrada a 5 euros na primeira e na terceira terça-feira do mês a partir das 14 horas.

Opções sempre gratuitas? Tem sim:

  • Casa-Museo Boschi Di Stefano: maravilhosa coleção de arte italiana do século XX (na minha opinião, um dos melhores museus da cidade);
  • Hangar Bicocca: coleção de arte contemporânea.

Museus gratuitos em Milão para menores de 18 anos

A entrada livre para menores de 18 anos é uma mão na roda para quem viaja com os filhos. Mas não esqueça de levar o passaporte para comprovar a idade na hora de entrar ou comprar no guichê.

  • Museo del Cenacolo Vinciano;
  • Museo del Castello Sforzesco;
  • Pinacoteca di Brera;
  • Museo del Novecento (somente menores de 12 anos);
  • Acquario civico di Milano;
  • Galleria di Arte Moderna;
  • Gallerie d’Italia;
  • Museo di Storia Naturale.

Não vai dar para entrar gratuitamente em nenhum deles? Então escolha pelo menos um museu que se encaixe no seu orçamento e no seu roteiro. Dê preferência ao museu mais representativo do destino ou do seu gosto pessoal. Em Milão, por exemplo, boas pedidas são a Pinacoteca e o famoso Cenáculo de Leonardo da Vinci.

Importante é não renunciar porque os museus abrigam uma parte importante da história e da arte do destino. Muitas vezes pode ser até um atalho para entender e interpretar o que vemos durante a nossa visita, como no caso do Museu Andino – Vinícola Santa Rita em Santiago do Chile.

Ou uma ocasião para conhecer uma obra arquitetônica única no mundo como o Museu do Amanhã no Rio de Janeiro ou explorar um aspecto cultural peculiar como por exemplo a Casa de Rui Barbosa, sempre no Rio de Janeiro, e a Casa da Música da Bahia em Salvador.

Quer saber mais detalhes, deixe um comentário!


1 responder
  1. Olivia says:

    Estive duas vezes em Milão, em ambas por muito pouco tempo e eu preciso voltar porque quero conhecer melhor e com mais calma. Essa lista de museus gratuitos em Milão eu já salvei, quero muito conhecer todos eles.
    Obrigada por compartilhar

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.