novo Forum des Halles

Paris: o novo Forum des Halles


Depois de uma longa espera, no ano passado, veio à tona o novo Forum des Halles, complemente reformado por dentro e por fora e com a intenção de apagar para sempre os traços já nem tão revolucionários da estrutura anterior. Ou, pelo menos, essa era a intenção. Mas por enquanto ainda está valendo o ditado “pau que nasce torto morre torto”.  Pelo menos foi a minha impressão.

O erro começou com a ideia insensata de demolir nos anos 70 os antigos pavilhões do antigo mercado Les Halles, uma das construções icônicas de Paris, para construir a gigantesca estação de Châtelet-Les Halles e um centro cultural-comercial inexplicável e sombrio chamado Forum des Halles. Se arrependimento matasse… (e se tivessem imaginado que os mercados municipais virariam moda no século 21…).

Em poucas palavras, como o antigo mercado ficava no coração de Paris, e não combinava com os ares requintados do I arrondissement, a solução encontrada pela prefeitura foi a demolição (e lá se foram séculos de história), dando de troco um labirinto de vidro e ferro, que nunca agradou os parisienses e nem mesmo os turistas.

Para colocar um ponto final em décadas de polêmica, anos atrás foi aprovado o projeto de revitalização da área e, em abril de 2016, foi inaugurado o novo Forum Les Halles. Apesar do preço astronômico da obra completa, dizem quase 1 bilhão de euros, a polêmica sobre o Forum continua. E parece que mais uma vez o projeto arquitetônico não agradou todo mundo.

novo Forum des Halles

A entrada do novo Forum des Halles


Sobre o antigo Forum des Halles

O antigo mercado Les Halles, projetado em meados de 1800, era uma estrutura em ferro e vidro fundido, formada por vários pavilhões e construída na mesma área que abrigava há séculos (desde 1100) o maior mercado de Paris.

Em 1971 foi decidida a sua demolição e a revitalização urbanística da área. No lugar do antigo mercado nasceram a importante estação Châtelet-Les Halles, com várias linhas de trem e metrô, e o Forum Des Halles, inaugurado em 1979.

Desde sempre o Forum foi considerada uma obra controversa. Para muitos um contraste forte demais com os arredores (concordo) e anda por cima sem grande valor arquitetônico (concordo). Nunca amei o lugar. Primeiramente porque não gosto de fazer comprar no subsolo e porque sempre achei a estrutura antiquada. Quero dizer, na época parecia arrojada mas logo, logo, ficou obsoleta.

Enfim, o lugar não era muito querido e, na verdade, muitos turistas visitavam o Forum simplesmente porque fica ao lado do Centre Pompidou e da estação Châtelet.

Sobre o novo Forum des Halles

Vamos ao novo. Como escrevi acima, o restyling não foi uma pechincha. Somente a cobertura futurística feita com 18.000 “escamas” de vidro e 7.000 kg de aço, chamada sem nenhuma criatividade de Canopée, custou mais de 200 milhões de euro!

E o resultado? Sem dúvidas é “arrebatador”, mas a pergunta que paira no ar é: precisava construir uma marquise  tão grande assim? Bem no centro nobre da cidade, ao lado da belíssima Igreja de Saint-Eustache? Provavelmente não.

Embaixo da cobertura, fica o bolo. Meio indigesto como o Forum de antes. Ou seja, a estação continua um inevitável emaranhado de corredores, enorme e complicada, acompanhada pelo novo Forum Les Halles, recém-maquiado e transformado no segundo maior shopping center da França. São 123 lojas e 23 restaurantes, em dezembro de 2017, além dos cinemas que ficam no piso -3 (eis um lugar que não visitarei).

O Forum abriga muitas lojas famosas como por exemplo>

  • GAP;
  • Zara;
  • Fnac;
  • H&M;
  • Mango;
  • Lego;
  • Lacoste;
  • SuperDry.
  • New Balance, etc, etc.

As opções de restaurantes são as mesmas de qualquer shopping center de qualquer lugar do mundo como por exemplo Mc Donald’s, Starbucks,  Le Pain Quotidien, entre outras.

Digamos que o Forum des Halles é útil porque fica no centro e perto do metrô. Com certeza é um quebra-galho para compras da última hora. Não acho que seja um lugar legal para passear porque afinal de contas estamos em Paris.

Do lago de fora fica a brasserie literária  “ZA“, decorada pelo arquiteto Philippe Starck. O lugar é agradável com algumas ideias bem inovativas como a esteira que sai da cozinha, passa pela mesa coletiva e leva prato até o seu lugar. Mas além disso não vi nada de especial. Cardápio para refeições rápidas (com opções veganas) e preços na média (omelete de champignon a 11 euros e sopas a 6,00 euros).

Concluindo: quando visitei Paris em outubro 2017 a obra ainda tinha sido terminada. Talvez quando o jardim estiver pronto, a área entre em sintonia com a cidade. Mas por enquanto o Forum continua parecendo um peixe fora d’água. Vale a visita? Sim, se seu roteiro incluir o Centre Pompidou e a Igreja Saint-Eustache. Essas atrações, sim, valem super a pena.

novo Forum des Halles

A cobertura futurística (e caríssima) do novo Forum des Halles


Brasserie ZA

Brasserie ZA no novo Forum des Halles


Informações úteis

Horário de abertura do Forum | Segunda-Sábado 10:00 às 20:00, Domingo 11:00 às 19:00

Horário de abertura da Brasserie ZA | Segunda-Domingo 7:30 às 23:00

Transporte | estação de metrô e trem Châtelet-Les Halles

Site oficial | Forum des Halles


Guarde no Pinterest para ler depois

Les Halles

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.