Os melhores mirantes do Grand Canyon: parte 1


Os mirantes do Grand Canyon são a única coisa que ninguém pode deixar de visitar na Borda Sul (South Rim) do Parque Nacional. Nos mirantes você vai finalmente entender porque o cânion é um dos lugares mais interessantes e bonitos do planeta. E portanto não é à toa que uma das melhores maneiras para visitar o parque é justamente seguir a “rota dos mirantes” que ficam ao longo da trilha Rim Trail (no setor centro-oeste) e da Desert View Drive ( no setor leste).

Se você não sabe ainda o que é a Borda Sul e Rim Trail, antes de continuar é melhor ler uma postagem anterior que explica tudo sobre o Parque Nacional.

A localização dos mirantes do Grand Canyon

Existem vários mirante no parque, alguns “oficiais”, com nome e tudo, bem sinalizados e explicados, e outros que simplesmente ficam de bobeira na beira das trilhas só esperando que você pare e olhe para eles.

mirantes do Grand Canyon

Sinalização dos mirantes com indicação da Rim Trail e dos serviços disponíveis


Claro que não vai dar tempo de parar a cada 100 metros. Mas pelo menos nos oficiais tem que parar. E nos mais bonitos tem que fotografar e contemplar. E na hora do pôr do sol tem que estar no mirante certo. Pelo menos meia hora antes.

Fotografar o cânion não é tão fácil por causa dos reflexos de luz e das sombras que distorcem as cores originais. Precisa levar um bom celular ou uma máquina fotográfica grande angular para abranger o panorama.

A localização dos mirantes é a seguinte:

  • nos arredores do Visitor Center: Mather Point, Pipe Creek Vista, Yaki Point e Yavapai Point;
  • setor oeste (Hermit Road): Trailview Point, Maricopa Point, Powell Point, Hopi Point, Mojave Point, The Abyss, Monument Creek Vista, Pima Point, Hermits Rest;
  • setor leste (Desert View Drive): Grandview point, Moran Point, Lipan Point, Navajo Point, Desert View Watchtower.

Clique na figura abaixo para navegar no mapa dos mirantes do Grand Canyon.

Localização dos mirantes do Grand Canyon

Localização dos mirantes do Grand Canyon (Elaborado com Google My Maps)


Os mirantes da Rim Trail

Os mirantes próximos ao Visitor Center e no setor oeste podem ser visitados a pé se você for ficar mais de um dia no parque e gostar de caminhar. Os mirantes ficam todos na Rim Trail, plana, quase toda pavimentada e sem dificuldades até mesmo para crianças.

Na realidade a Rim Trail é uma trilha para pedestre que percorre a borda do cânion entre o Grand Canyon Visitor Center  e o Hermits Rest, na extremidade oeste da Borda Sul. A trilha tem 21 km e passa ao ladinho ou bem próxima aos mirantes. Leia e imprima as instruções da trilha do site oficial para saber as distâncias entre os mirantes e os serviços disponíveis. Tem fornecimento de água potável somente na área do Grand Canyon Village e Hermit Rest.

Caso não seja possível o passeio a pé, use os ônibus do parque:

  • mirantes do Visitor Center: linha laranja (Kaibab/Rim Route);
  • mirantes do setor oeste: linha vermelha (Hermits Road Route).

O serviço começa às 5 h da manhã. Os ônibus param em todos os mirantes oficiais e nos pontos receptivos do parque (hotéis, supermercado, centro de atendimento, etc). O serviço é bem organizado e sem atrasos. Mas…na alta estação pode ter fila e não sei se vai dar para pegar o primeiro que passar.

Na Rim Trail não é permitido o uso de bicicletas.

Leia mais:

Informações sobre a Rim Trail

Horários do nascer e do pôr do sol no Grand Canyon

Trajeto e horário dos ônibus gratuitos do parque


mirantes do Grand Canyon - Mather Point

Os mirantes ficam em posições estratégicas


Os primeiros mirantes

O primeiro mirante, mesmo que não seja o mais bonito, vai deixar você emocionado. E você vai querer ver o próximo, o próximo…Foi assim que me senti. O trajeto tradicional dos mirantes começa perto do Visitor Center. Vamos ver o que eles tem para mostrar.

Mather Point

O Mather Point fica na rota do ônibus “Orange Route” (Kaibab Rim Route) e provavelmente é um dos principais mirantes do Grand Canyon.

É o primeiro panorama que você vai encontrar depois que passar pelo Visitor Center. Por ser o primeiro e o mais próximo ao estacionamento é o mais concorrido e difícil de fotografar.

No entanto vai ser o seu primeiro contato com o cânion. É que contato! Você vai dar de cara com um panorama imenso. E belíssimo!

Se estiver cheio demais, continue na trilha e pare na volta. Tem muito o que ver na frente.

mirante Mather Point

Mirante Mather Point


Yavapai Point

Pertinho do Grand Canyon Village e do Mather Point (somente 1,1 km a pé). Uma ótima vista, muito abrangente, além de mostrar – de longe – o Rio Colorado.

É possível ver o Plateau Point que fica ao longo da famosa trilha Bright Angel Trail.

Leve um bom mapa do parque para localizar mesmo de longe as trilhas e as principais formações rochosas.

A principal característica do mirante é que fica ao lado do Yavapai Geology Museum, uma parada obrigatória principalmente para quem viaja com crianças e adolescentes. O museu expõe vários painéis didáticos sobre a formação do cânion, amostras de rochas do cânion e uma miniatura do parque muito explicativa. O museu é bem pequeno e a visita acaba em meia hora. Vale a pena.

Saindo do museu a Rim Trail vira uma trilha didática chamada “Trail of Time“.

Yavapai Point

Visto no mirante Yavapai Point. Do lado direito passa o Rio Colorado


Yavapay Geology Museum

Miniatura do cânion no Yavapay Geology Museum


Yavapai Geology Museum

Painéis didáticos no museu


Trail of Time

É uma trilha “explicativa” e “kid-friendly” de 2 km sobre evolução geológica do cânion. A trilha fica entre o museu e o Verkamps Visitor Center. No sentido museu-Verkamps a sequência dos painéis é retrospectiva, quero dizer, volta no tempo começando pela época atual. Para quem faz o trajeto no sentido contrário (Verkamps-museu), a sequência dos painéis começa milhões de anos atrás.

O trajeto é assinalado por marcos de cobre colocados no chão. Cada metro representa um milhão de anos. Os painéis explicativos são fáceis de ler e muito educativos.

É um dos trechos mais interessantes da Rim Trail. Vale a pena caminhar a pé.

Perto do Verkamps Visitor Center tem parada de ônibus da rota Village Route que leva até o setor oeste onde ficam os outros mirantes da Borda Sul.  O mesmo ônibus passa nos hotéis que ficam dentro do parque e no supermercado.

Nas próximas postagens você vai ler mais sobre os mirantes do Grand Canyon que ficam no setor oeste e na Desert View Drive.

Quer ver mais fotos? Siga o meu Instagram!

Trail of Time

Início da Trail of Time: caminhada educativa para crianças e adultos


Trail of Time

Exemplo de painel didático na Trail of Time


mirantes do Grand Canyon - trail of time

As explicações sobre a geologia do cânion são simples e claras, ao alcance de todos


mirantes do Grand Canyon

Uma pausa curtindo a vista…e que vista…


Fotos de Adelaide Pereira

6 respostas
  1. Carmela
    Carmela says:

    Olá,
    parabéns pelas informações. Estou indo para Las Vegas no final do ano e queria dar um pulo no Grand Canyon. Pelo que entendi fica inviavel um bate-volta. O que você acha realmente? Não viajo com crianças e estou acostumada a viajar de carro.
    Obrigada! Aguardo.

    Responder
    • Adelaide
      Adelaide says:

      Oí Carmela,
      se você estiver falando do Grand Canyon Skywalk, a viagem é viável com bate-volta. São mais ou menos 400 km, ida e volta.
      Mas se você quiser ir até o Grand Canyon National Park (o “verdadeiro” cânion) é praticamente impossível sem dormir pelo menos uma noite.
      É uma viagem de 900 km ida e volta até Las Vegas.
      Meu pitaco é dormir pelo menos duas noites. Até porque ficaria muito cansativa a viagem e você nem aproveitaria bem.
      Se tiver chovendo por exemplo você pode tentar uma visita no dia seguinte.
      Mande dizer.
      Abs.

      Responder
  2. Carmela
    Carmela says:

    Desculpa Adelaide mas não estou entendendo. O Skywalk não fica no Grand Canyon? Eu pensei em passar pelo Skywalk para visitar o parque.
    Obrigada.

    Responder
    • Adelaide
      Adelaide says:

      Oí Carmela,
      a passarela fica no Grand Canyon West, dentro da reserva indígena Hualapai. Eu não estive lá mas dizem que o passeio é bonito.
      Nos meus artigos eu falo sobre o parque nacional que fica bem mais longe de Las Vegas.
      É outro tipo de roteiro porque não pode ser feito com bate-volta. E na verdade seria uma pena.
      Avalie o tempo disponível e veja qual dos dois combina mais com o seu esquema.
      Abs.

      Responder
    • Adelaide
      Adelaide says:

      Olá Gisele,
      Eu desci no aeroporto de Phoenix e pernoitei lá perto. Prático para viajar bem cedo no dia seguinte.
      No Grand Canyon eu pernoitei na cidade de Tusayan no Red Feather Lodge. Nada de especial, mas limpo e confortável.
      Fica a 5-10 min da entrada do parque.
      Abs

      Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *