Os melhores mirantes do Grand Canyon: parte 2


Todos os mirantes do Grand Canyon são lindos. Mas alguns valem a (longa) viagem até o Arizona porque desvendam a imensidão do cânion e a força da natureza. São os mirantes que você quer levar dentro da sua máquina fotográfica para sempre.Os mirantes da Borda Sul ficam principalmente em três setores. Depois de escrever sobre os mirantes do Visitor Center (Mather Point, Pipe Creek Vista, Yaki Point e Yavapoi Point), chegou a vez do setor oeste.

Quem está começando a pesquisar sobre o Grand Canyon e não sabe ainda o que é Borda Sul (South Rim) é melhor conferir aqui no blog todas as dicas para planejar a visita no parque.

Leia mais aqui:


Mirantes do Grand Canyon - Hopi Point

A beleza do cânion e do Rio Colorado mesmo numa tarde nublada (mirante Hopi Point)


Os mirantes do setor oeste do South Rim

Os mirantes do Grand Canyon ficam em vários pontos do parque, ao longo do desfiladeiro. Um atrás do outro, como um colar de contas. Nem todos são assinalados nos mapas, é claro. Quem tiver tempo para explorar a pé as trilhas que levam até o Rio Colorado vai descobrir dezenas de panoramas maravilhosos durante a caminhada. Mas isso nem sempre é possível. No problem: os mirantes “oficiais” que ficam na Rim Trail, acessível a todos, não deixam nada a desejar.

Depois de conhecer os mirantes do Visitor Center (Mather Point, Pipe Creek Vista, Yaki Point e Yavapoi Point), chegou a vez do setor oeste:

  • Trailview Point
  • Maricopa Point
  • Powell Point
  • Hopi Point
  • Mojave Point
  • The Abyss
  • Monument Creek Vista
  • Pima Point
  • Hermits Rest

Como chegar e visitar os mirantes

Os mirantes do setor oeste ficam na continuação da trilha Rim Trail, a mesma que você percorre para visitar os mirantes do Visitor Center.

Leia as instruções sobre a trilha que ficam na entrada do parque e em todos os mirantes. Confira as distâncias, o abastecimento de água potável e a presença de banheiros. Essas informações são muito importantes durante o verão quando faz muito calor e se você estiver viajando com crianças ou pessoas idosas.

Quem não tiver tempo para percorrer a Rim Trail a pé pode optar pelo ônibus da linha vermelha (Hermits Road Route) que faz parte do serviço de transporte gratuito do parque. O trajeto tem 11 km e – somente na ida – o ônibus para em todos os 9 mirantes oficiais. As paradas na volta são: Hermits Rest, Pima, Mohave e Powell Points.

A linha vermelha funciona nos seguintes horários:

  • cada 30 min entre 5.00 – 6.00 h
  • cada 15 min entre 6:00 h até uma hora depois do pôr do sol
  • último ônibus 30 min depois do pôr do sol.

Cuidado com o tempo de espera na fila do ônibus durante a alta estação.

O serviço de ônibus funciona no período entre 1° de março e 30 de novembro. Somente durante o inverno (Dezembro-Janeiro-Fevereiro) é permitido o uso de carros particulares.

No setor oeste, o uso de bicicletas é permitido somente nos últimos 4 km da Borda Sul. Na Rim Trail não é permitido o uso de magrelas. 🙁

O trajeto do setor oeste começa no início da trilha Bright Angel Trailhead, onde fica o ponto de baldeação entre a linha vermelha e a linha azul.

A trilha é famosíssima mas requer treinamento e – principalmente – tempo. Os menos afoitos podem percorrer a parte inicial e parar no Kolb Studio, a antiga residência dos irmãos Kolb, os primeiros fotógrafos do Grand Canyon. Graças a eles, o cânion alcançou fama mundial.

Pouco antes da parada do ônibus ficam alguns hotéis como os famosos El Tovar e o Bright Angel Lodge. Opções para quem quer dormir e acordar no coração do cânion. Reservas muuuiiiito antecipadas.

Os mirantes do setor oeste são famosos pelo panorama abrangente e pela beleza do pôr do sol. Quais são os melhores? Na minha opinião Hopi Point e Mohave Point. Descubra porque.

Rim Trail

Painel informativo na trilha Rim Trail


Trailview Overlook

O mirante é somente um petisco. O bom vem depois. Mas assim mesmo merece uma visita rápida até porque fica na primeira parada do ônibus e no início da trilha.

Maricopa Point

É o primeiro mirante de verdade do setor oeste e fica logo depois do Trailview overlook.

O panorama é muito abrangente e se o dia estiver límpido você vai ver as trilhas Tonto Trail e Bright Angel Trail.

Perto do mirante, a oeste, fica a mineira Orphan Mine, antigamente uma das maiores fontes de urânio dos Estados Unidos. Foi fechada anos atrás por causa do risco de contaminação radioativa.

Maricopa Point

O mirante do Maricopa Point


Bright Angel Trail

Bright Ange Trail: para quem tempo e fôlego…mas deve ser lindo


Powell Point

Fica bem perto do Maricopa Point. O nome do mirante é uma homenagem ao grande geólogo e explorador John Powell. Guiou a famosa expedição de barco no Rio Colorado em meados do século 19.

A vista é muito parecida com Maricopa Point. Mirante tranquilo. É uma alternativa ao Hopi Point para o pôr do sol.

Hopi Point

Na minha opinião é um dos mirantes mais espetaculares e abrangentes do South Rim. E um dos mais badalados para o pôr do sol. Quem quiser ficar na primeira fila tem que chegar cedo, pelo menos meia hora antes do horário. Ou procurar um cantinho nos arredores (sem cair na ribanceira).

Apesar da vista maravilhosa, o pôr do sol fica quase na frente do espectador dificultando a escolha do melhor enquadramento. A solução para fotógrafos amadores como eu é excluir o sol, deixando somente que a luz ilumine a paisagem.

O mirante fica no ponto mais meridional da Borda Sul e oferece o primeiro panorama do Rio Colorado para quem chega do Visitor Center.

Viaje com mapa para identificar os pontos notáveis do cânion, como por exemplo o Dana Butte e o Havasupai Point. As crianças vão adorar…


Mirante Hopi Point

A vista espetacular do Hopi Point (note a diferença em relação à foto anterior)


Hopi Point - 2

Transmitir a beleza incrível do cânion não é nada fácil


The Abyss

Um penhasco de 3000 pés e uma vista muito bonita do Tonto Plateau e do Monument, a maior coluna de pedra arenária do Grand Canyon.

Mohave Point

Mohave Point é outro mirante imperdível porque abrange o mirante The Abyss e um vislumbre de uma das melhores corredeiras do Rio Colorado, a Hermit’s Rapid. O nome Mohave é uma homenagem à antiga população indígena da região. É um mirante onde parar e ficar de bobeira…Tem até onde sentar…

É um dos pontos mais famosos para o por do sol.

Mohave Point

Finalmente o Rio Colorado, mesmo de longe.


Pima Point

Um mirante para relaxar antes de continuar o passeio até Hermit’s Rest, a última parada da linha vermelha do shuttle. Tem lojinha de souvenir, um café e banheiros.

Hermits Rest

Nem todos os mirantes do Grand Canyon são espetaculares. O Hermits Rest é um deles. A vista não impressionou mas o lugar é muito visitado porque fica no terminal da linha vermelha. O mirante fica perto de uma antiga casa, ou melhor, um abrigo em pedras com lareira, construído em 1914. Tem lanchonete, lojinha de souvenir e banheiros.

Leia mais sobre os serviços oferecidos no parque: site oficial do parque



Fotos de Adelaide Pereira – reprodução proibida

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *