Quadrilátero da Moda: o quarteirão das grifes de luxo de Milão

Dicas para um passeio a pé no Quadrilátero da Moda, o quarteirão mais fashion da Itália 

Milão é a capital italiana da moda – não é novidade – mas muita gente não sabe que no centro tem um quarteirão inteirinho dedicado à grifes de luxo. Não só vestiário, mas acessórios, joias, hotéis, bares, objetos de decoração, qualquer coisa. Basta que seja de luxo, lá tem.

E mesmo que você não seja fashionista ou fã de compras de luxo, vale a pena dar um pulo lá para apreciar o trabalho dos melhores estilistas italianos e internacionais, melhor ainda se durante os dias de semana.

No entanto… é bom saber que no Quadrilátero você vai encontrar uma pitada de afetação misturada com muita vontade de exibir o status social através do vestiário. Nos estacionamentos, muitos carros caríssimos, do quilate de Ferrari, Maserati e outros. Faz parte.

Para saborear aquela experiência “local” e comprar como e onde as milanesas (e milaneses) compram precisa sair do Quadrilátero e ir até Corso Buenos Aires, Corso Vercelli, Via Torino, Corso de Porta Ticinese e até mesmo Corso Vittorio Emanuele, que fica ao ladinho da Catedral.

ÍNDICE DO ARTIGO

Onde fica o Quadrilátero da Moda

O quarteirão fica a 10 minutos a pé da Catedral, o Duomo, e da Galeria Vittorio Emanuele, outra referência para compras de luxo em Milão. O passeio pode ser feito em 2 ou 3 horas, batendo pernas.

O Quadrilátero é formado por quatro ruas principais – Via Monte Napoleone, Via Alessandro Manzoni, Via della Spiga e Corso Venezia – mas algumas lojas e bares ficam em ruas transversais.

Tem mais sobre Milão aqui no blog | Dicas sobre Milão

As ruas imperdíveis do Quadrilátero da Moda

Imperdível é relativo, é claro. Mas fica a dica para um rolê descontraído no miolo do bairro e, e se tiver um tempinho extra, ir mais além das vitrines. Na lista entram as ruas mais importantes:

Via Monte Napoleone

Porta de entrada do quarteirão, considerada a rua mais cara da Europa em 2022; começa no Corso Matteoti, perto da estação do metrô San Baila, e termina na Via Manzoni.

Na rua encontram-se as boutiques das melhores grifes italianas e internacionais: Dolce & Gabbana, Versace, Dior, Hermès, Valentino, Prada, Fendi, entre outras.

Quem quer experimentar o charme das confeitarias de luxo do bairro, pode ousar na icônica Cova, também famosa pelo panettone, ou a Pasticceria Marchesi.

quadrilatero-da-moda-2

Via Monte Napoleone, esquina com Via Gesù


Monte Napoleone

Monte Napoleone: vitrines para orçamentos folgados


Via Manzoni

No fim da Monte Napoleone, encontra-se a Via Manzoni. Lá as lojas ficam mais espalhadas, mais difícil de passear. Indo pela  direita, você encontra a antiga Porta Nuova, monumento que fazia parte da muralha de Milão e, pela esquerda, a rua leva você até o imperdível Teatro alla Scala.

A estrela da rua é a boutique de Armani, com anexo hotel de luxo, restaurante e bar. O lugar ideal para os fãs do icônico estilista italiano. Destaque também para o luxuoso e histórico Grand Hotel et de Milan, onde ficaram hospedados os “nossos” Dom Pedro II e a esposa Teresa Cristina.

A rua abriga a importante casa-museu Poldi Pezzoli.

Porta Nuova

A antiga Porta Nuova, no Quadrilátero da Moda


Via della Spiga

Rua paralela à Via Monte Napoleone porém mais tranquila porque é praticamente só para pedestres; começa na Via Manzoni e termina no Corso Venezia.

Lá encontram-se outras vitrines de grifes luxuosas, mas menos conhecidas, como a sapataria Sergio Rossi, Fay, entre outras.

via della spiga

Via della Spiga


Corso Venezia

Mesmo que não ficasse no Quadrilátero da Moda, Corso Venezia mereceria uma visita porque é uma das ruas mais elegantes da cidade, famosa pelos imponentes palecetes comerciais e residenciais. Além das lojas, a rua abriga importantes atrações como o Museu de História Natural e o Palazzo Castiglioni, um dos símbolos da arquitetura Liberty de Milão.

Lei mais aqui no blog | Roteiro Liberty em Milão

Quem quiser esticar o roteiro, pode incluir ruas menos famosas mas, ainda sim, chiques.

Via Gesú

A rua é curtinha com algumas boutiques famosas mas o destaque vai para o excelente Museu Bagatti Valsecchi, considerado uma das melhores casas-museu da Europa. Só o maravilhoso palacete paga a visita.

Via Sant’Andrea

Paralela à Via Gesù, também curtinha, mas como a presença da boutique de Jimmy Choo, Armani, Givenchy e por aí afora. Destaque para o Palazzo Morando, museu da moda e costume –  pequenino mas interessante e gratuito.

Palazzo Morando

Uma amostra da coleção de vestiário do Palazzo Morando


Como chegar no Quadrilátero da Moda em Milão

Chegar no Quadrilátero da Moda é bem fácil. Se você estiver na Catedral é só seguir a pé até pelo Corso Vittorio Emanuele até Praça San Babila, vire ligeiramente à direita e vai estar na frente da Via Monte Napoleone.

Chegando de metrô, desça na parada San Babila, da linha 1 (vermelha) ou na parada Monte Napoleone da linha 3 (amarela). No metrô você encontra várias placas indicando a melhor saída para a Via Monte Napoleone.

Não aconselho ir de carro por causa das limitações de acesso e da falta de estacionamento.


Nem sempre nos nossos roteiros temos tempo de incluir um passeio descontraído em bairros, museu, monumentos e, até mesmo em restaurantes. Aí vão algumas dicas que podem ser encaixadas em qualquer itinerário.

No Rio de Janeiro:

Roteiro nos palácios do Rio de Janeiro no blog Turista FullTime

Restaurantes de culinária internacional no Rio de Janeiro no blog Olívia garimpando por aí

Roteiro do Forte de Copacabana ao Forte do Leme no blog Uma senhora viagem

Em Belo Horizonte:

Visita ao Palácio das Mangabeiras no blog Destinos por onde andei


4 respostas
  1. Olivia says:

    Adorei esse post sobre o “Quadrilátero da Moda”, o quarteirão mais fashion da Itália, gostaria muito de ter lido antes da minha viajem a Milão, só por isso, agora terei que voltar e aproveitar com todas essas informações que você lindamente apresenta nos seu post. Obrigada por compartilhar.

    Beijos

    Responder
  2. Regina Oki says:

    Adorei a compilação e a riqueza de detalhes com que você descreveu o Quadrilátero da Moda de Milão. Eu amei caminhar por ele, mas saí de mãos vazias! Fui comprar a moda “milanesa” como os milaneses, na Corso Buenos Aires… hahaha! De qualquer forma, foi um passeio de encher os olhos. Belo post! Com certeza, uma verdadeira cartilha para quem tem o bolso certo!

    Responder
  3. GISELE PROSDOCIMI says:

    Quanto luxo e glamour podemos observar no Quadrilátero da Moda em Milão, é de encher os olhos até mesmo de uma simples consumidora como eu.
    Mas beleza e bom gosto, quando não se pode comprar, serve pelo menos para admirarmos e sabermos o que está na moda e é atual.
    Vale com certeza uma visita à esta região interessantíssima de Milão, cidade que visitei por duas vezes e que adoraria retornar. Beijos!

    Responder
  4. Lilian Azevedo says:

    Acho que visitei algumas dessas ruas quando estive em Milão. Eu adoro apreciar vitrines de lojas e em algumas até entrar para ver como são os casarões por dentro. As muito luxuosas eu nem entro. Gosto de saber o que está usando, o que está na modas. Adorei as dicas do quadrilátero da moda e os quarteirões das grifes de luxo. Na próxima visita a Milão irei apreciar com outros olhos.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.