San Quirico d’Orcia, a Toscana autêntica


San Quirico d’Orcia é um daqueles pequenos tesouros toscanos ofuscados pela fama planetária de Montalcino e Montepulciano. Geralmente passa despercebido, apesar da importância milenar e da posição estratégica no topo da colina. Mas se você está organizando um roteiro no Vale d’Orcia ou nos arredores de Siena, San Quirico não pode faltar de jeito nenhum.

San Quirico d’Orcia é um destino que por si só vale cada quilômetro a mais em qualquer itinerário que passa pela região. Pra começo de conversa, a cidade fica ao longo da Via Francigena, a rota medieval de peregrinação que unia Canterbury na Inglaterra e Roma, levando os peregrinos dos mais longínquos cantos do Sacro Império até a Cidade Santa. E seria já um ótimo motivo para um pit stop. De qualquer forma, bons motivos não faltam porque afinal de contas estamos no coração do Vale d’Orcia, tombado pela UNESCO, entre os ciprestes e os vinhedos toscanos.

Leia mais aqui no blog | Roteiro de carro no Vale d’Orcia

San Quirico

O centro histórico de San Quirico e as bandeiras da Festa del Barbarossa (leia abaixo)


O que ver em San Quirico d’Orcia

Além de abrigar importantes monumentos da Idade Média, a cidade, de origem etrusca, é muito bem conservada. Adoráveis ruelas atravessam o centro histórico. Tudo parece uma aquarela bucólica, em tons pastéis.

A cidade é pequena e pode ser vista em poucas horas, simplesmente passeando a pé. A beleza começa já do lado de fora, nas antigas muralhas quase intactas.

No centro histórico merecem destaque a belíssima Chiesa Santa Maria Assunta, construída no século XI, que fica exatamente na Via Francigena. Quase na frente da igreja, meio escondido, fica o antigo Ospedale della Scala, que oferecia abrigo e refeições aos peregrinos que passavam pela cidade.

Ao entrar nesse pequeno ponto turístico, aparentemente insignificante, precisa parar um minuto para entender o que significava chegar até as colinas de San Quirico em plena Idade Média depois de meses de caminhada.

O passeio continua na Via Dante Alighieri que atravessa o centro, passando pela praça principal onde ficam a Chiesa di San Francesco (ou Chiesa della Madonna) e os jardins all’italiana Horti Leonini, construídos no fim de 1500.

Mais na frente fica o monumento mais bonito da cidade, na minha opinião, a Collegiata di San Quirico, do século XII, construída sobre um batistério ainda mais antigo, do século VIII. Ao lado fica o Palazzo Chigi, antiga residência cardinalícia e hoje sede da prefeitura.

Quem tiver um pouco mais de tempo pode esticar até a Cappella della Madonna di Vitaleta, a famosa capela solitária ladeada por ciprestes, ou até Bagni Vignoni, onde ficam as termas romanas  instaladas na praça da cidade, como uma piscina. Não tive tempo de visitar Bagni, mas parei na Cappella e acho que vale a pena um pit stop mesmo de longe porque é um dos símbolos “fotográficos” indiscutíveis da Toscana.

San Quirico d'Orcia

A igreja Santa Maria Assunta


Cappella Madonna di Vitaleta

A icônica Cappella Madonna di Vitaleta em San Quirico, a poucos km da cidade, mas ainda dentro do município


Como chegar em San Quirico d’Orcia

San Quirico d’Orcia fica a 50 km de Siena e a 14 km de Montalcino. A maneira mais prática para chegar até a cidade é de carro, pela rodovia SR-2.

A estação ferroviária mais próxima é Chiusi, na linha Florença-Roma. Mas para quem está sem carro talvez a melhor solução seja a viagem de ônibus, saindo de Siena.

Quem quiser pernoitar na cidade ou nas redondezas, minha dica é escolher um “agriturismo”, pequena residência rural com poucos quartos, geralmente com restaurante anexo ou venda de produtos típicos locais.

San Quirico

O centro histórico de San Quirico


Quando visitar San Quirico d’Orcia

Talvez a melhor época para visitar San Quirico seja no mês de junho durante a Festa del Barbarossa, a festa de comemoração da passagem pela cidade do poderoso Frederico Barbarossa  durante a sua jornada em direção à Roma para ser coronado em 1155.

Esse evento de grande importância histórica é comemorado todos os anos. Eu estive lá poucos dias depois (uma pena!) mas a cidade ainda estava toda embandeirada.

Info utéis

Página Facebook oficial da Prefeitura | Comune di San Quirico

Site oficial do Vale d’Orcia | Parco Val d’Orcia


12 respostas
  1. Flávia
    Flávia says:

    Obrigada pela rápida resposta ! :D
    1- Vou desistir do carro à Toscana, pois gostamos de degustar um bom vinho e dirigindo não teria como ! :) Nesse caso, como faríamos pra conhecer Montalcino, Montepulciano, Pienza e San Quirico D’orcia ?? Melhor com base em Siena ou Florença ( ou outra cidade que hospedagem seja mais em conta)? Tem algum pass pra fazer de ônibus e ir descendo nas cidades ou só contratando um tour? Vc indica alguma vinícola artesenal ? Desculpe por tantos questionamentos …. :o Preciso muito da sua ajuda com essa logística !:D Quero dois dias pra esse roteiro da toscana.
    2- Veneza não enche meus olhos quando faço as pesquisas na internet, acho que justo por isso posso me surpreender ! Tomara! :D Vou pegar sua sugestão e pensei assim: após nossa terceira noite em Florença partirmos pra Bolonha (trem é a melhor opção?), guardamos nossas malas no guarda volume e passarmos o dia em Bolonha, início da noite iríamos pra Veneza e passaríamos 3 noites e 02 dias inteiros por lá, o que acha? Sugere outra forma?
    3- Outra duvida importante, primavera na Itália, qual tipo de roupa (estaremos de 24/04 até 12/05)? O dia é mais longo como em outras partes da Europa?
    4- O roteiro ficaria assim… Pode mexer no que achar que deva :D
    Roma+Assis- 4 dias,
    Siena + a região da toscana 3 dias
    Florença+ Pisa + Lucca 3 dias
    Bolonha 1 dia
    Veneza 2 dias
    Milão 2 dias
    Turim 1 dia (bate e volta de milão)
    St Moritz 1 dia (bate e volta de milão)

    Total: 17 dias… ainda temos 3 dias para deslocamentos e afins… Desisti de Cinque Terre. Quem sabe ainda dá pra conhecer Como e Lugano, que fica só 1 hora distante de Milão? :D

    O que você acha de tudooo?
    Beijo grande !!

    Responder
    • Adelaide
      Adelaide says:

      Olá Flávia,
      na Itália não tem limite zero para bebidas como no Brasil. Você pode beber um copo de vinho, sem exagerar. Quando você montar o roteiro, coloque a degustação na mesma cidade que você vai pernoitar ou então programe um passeio a pé pela cidade depois da degustação.
      Para fazer o roteiro nas cidades pequenas da Toscana, a melhor opção é o carro. No resto da viagem você pode usar sempre o trem. Todas as cidades que você citou tem estação de trem.
      Geralmente não precisa de tour organizado na Toscana, o itinerário de carro é bem simples. Mas tudo depende do seu estilo de viagem.
      A solução de Veneza está ok. Vai dar para conhecer as principais atrações sem correria.
      Florença+ Pisa + Lucca em 3 dias fica apertado porque você ficaria somente um dia em Florença.
      Na primavera os dias estão longos mas não como no verão. Em maio o pôr do sol é mais ou menos às 20 horas.
      Use roupas em camadas. Coloque agasalho para a manhã e à noite porque faz frio e use roupas mais leves durante o dia.
      Abs

      Responder
  2. Flavia
    Flavia says:

    Oiiii, Adelaide!! O maior achado de todos os tempos está sendo o seu site!!! Que paciência pra explicar tudo Tintim por Tintim ! GRAÇAS !! E parabéns !!
    Será nossa primeira vez na Itália e NECESSITO DA SUA AJUDA! Seu blog é que essa me dando uma luz pra conseguir montar nosso roteiro, mas estou mega confusa! Iremos final de abril e voltaremos em maio, serão 20 dias -já descontando o deslocamento do Brasil.
    Estamos pensando assim :
    1- Roma e vaticano 4 dias com 1 bate e volta pra Assis ( vc acha viável esse bate e volta ?);
    2- Siena 1 dia e faríamos o roteiro da Toscana que vc sugere (montalcino – SAN Quirico D’Orcia, montalcino e pienza ( na ida ) e na volta seria por Montepulciano ( como vc tbm sugere). Em quantos dias faríamos esse roteiro sugerido da Toscana ? Onde dormiríamos ? E como funciona pra conhecer as vinícolas, quais vc indica , é muito caro? Não sei nada sobre a Toscana .

    3- De Siena seguiríamos pra Florença 3 dias , sendo que 1 deles bate e volta pra Pisa.

    4-E ainda queremos distribuir os dias para conhecer Cinque Terre ( da pra fazer bate e volta saindo de onde ?) Bolonha,Veneza (to querendo só um bate e volta em Veneza , não eh meu sonho conhecer , só iria pra não perder a oportunidade pq estaria bem próximo, mas o que vc acha ? ), Milao e saint moritz ( que tbm estou em dúvida como fazer esse percurso até saint moritz saindo de Milão . Busco principalmente preço ! Quais outras cidades suíças próximas de st moritz?
    5- Outra duvidinha : vale a pena um bate e volta em Turim ? A passagem de trem tá custando 25 euros ida e volta de Milão )
    6-Vamos entrar por Roma e até então voltar por Milão, mas vc acha que vale a pena voltarmos pro Brasil de Zurich ? A passagem de trem Milão- Zurich está custando €29 de trem.
    Te agradeço desde jaaaaaaa! Fique a vontade pra me dar mais dicas ou alterar aí o que achar! Deus te abençoe . Beijo

    Enviado do meu iPhone

    Responder
    • Adelaide
      Adelaide says:

      Olá Flávia,
      fico feliz que você tenha curtido o blog.
      Vamos lá com as dicas. Vou responder de acordo com os números que você usou.
      1. A viagem de trem até Assis dura 2 horas (4 horas ida e volta). É viável mas tudo depende do seu estilo de viagem. 3 dias em Roma podem ser poucos se você incluir muitas atrações no seu itinerário. Conte sempre o tempo de deslocamento, check in, check out, fila para alugar carro, transfer para estação de trem, aeroporto, etc…
      2. O roteiro na Toscana pode ser feito em dois dias, dois dias e meio. São suficientes para conhecer as cidades e visitar uma vinícola. A visita vale a pena se você gosta de vinhos e gosta de degustação. Duram mais ou menos 2 horas (mas se beber não pode dirigir). Tem várias opções na internet. Se quiser economizar evite as vinícolas mais famosas e escolha uma vinícola artesanal. Para pernoite, evite Montalcino porque é cara. Escolha uma das outras cidades.
      3. ok
      4. Veneza merece mais do que um bate-volta. Coloque pelo menos uma noite. Se não tiver jeito, tire o dia de Bologna. Cinque Terre pode ser visitada saindo de Milão. Coloque 2 dias. Se fizer base em Milão, dá pra colocar Saint-Moritz.
      5. Turim depende se você vai visitar Veneza ou não. Melhor ficar dois dias em Veneza.
      6. Melhor sair por Milão. Seu roteiro está muito cheio. Tem que reservar um tempinho para relaxar. :)

      total: 16 dias, sem contar deslocamentos.
      4 dias Roma e Assis
      1 dia Siena
      2 dias Toscana
      3 dias Florença
      2 dias em Veneza
      1-2 dias em Milão
      1 dia em Saint Moritz (têm 2 artigos no blog sobre Saint Moritz com mais de 200 comentários. Dá uma olhada).
      2 dias Cinque Terre

      Bom planejamento!
      Abs

      Responder
  3. Rafael
    Rafael says:

    Que pena não ter notícia dessa cidade há 3 anos… Visitamos todo o entorno, inclusive Montalcino, que é bem pertinho! De qualquer forma, a Toscana toda é linda e não há visitas suficientes para conhece-la a fundo!

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.