West Village

O que ver em West Village: Nova York a 360 graus


Planejando um tourzão de poucos dias em Nova York? Pare! Ninguém é de ferro e depois de bater ponto em dezenas de atrações turísticas você vai precisar de uma pausa e de um roteiro em West Village, a zona oeste de Greenwich Village.

Ok, na Big Apple quase tudo é turístico. Mas tem o “quase” que salva quem gosta de hora de recreio mesmo quando está viajando (eu, por exemplo).

West Village pode ser exatamente isso: duas horas de relax num bairro bem diferente da imagem tradicional que todo mundo tem de Nova York.

Não vai faltar o que ver em West Village. Talvez o tempo seja pouco…kkk. O cenário é feito de prédios baixos, sobradinhos de tijolinhos vermelhos com escadaria na frente, ruas arborizadas e residenciais. Mas West Village não é só isso. O bairro abrange 360 da vida novaiorquina: arte, arquitetura, moda, gastronomia, história, áreas verdes…

E para completar tem aquele charme cosmopolita que é a cara de Nova York. Mas nada a ver com a frenesia de Times Square.

o que ver em West Village

West Village: uma janela na vida novaiorquina


 Sobre West Village e Greenwich Village…

West Village faz parte de Greenwich Village e fica perto de alguns pontos turísticos importantes como Flatiron Building, Washington Square Park e High Line. Combina direitinho com o roteiro em Soho que já publiquei no blog.

O centro do bairro fica entre a West Houston Street e a 14th Street, e lateralmente, entre o Hudson River e 6th Avenue. Praticamente encaixado entre Soho e Chelsea.

Use um mapa porque as ruas de West Village a esquerda de Greenwich Avenue não seguem o esquema geométrico típico de Nova York e tudo parece meio emaranhado.

Para quem gosta de listas tipo “os 10 mais”, digo logo que o metro quadrado em West Village é um dos mais caros dos Estados Unidos. Muitos quarteirões do bairro (mais de 2000 prédios) fazem parte do Distrito Histórico de Nova York e as fachadas são tombadas. Nada de reformas malucas e excesso de criatividade em West Village. Os moradores são bem ativos na preservação do bairro. As modernices ficam todas para o lado do rio Hudson, longe do miolo histórico.

West Village foi um importante marco da boêmia americana nos anos 20 e de movimentos culturais e artísticos de vanguarda. Por lá passou a Beat Generation e o movimento folk. O bairro era repleto de teatros alternativos, pequenas editoras e galerias de arte. Para dar uma ideia: Bob Dylan, Jack Kerouac, Paul Simon, Woody Allen e muitos outros, frequentavam ou moravam no “Village”.

Mas o fato histórico mais importante ligado nem tanto a West Village mas em geral a Greenwich Village é a Rebelião de Stonewall, o famoso motim espontâneo da comunidade LGBT contra a invasão da polícia de Nova York no bar Stonewall Inn em 1969. A rebelião é considerada até hoje um marco na luta pelos direitos LGBT nos Estados Unidos.

West Village

Sobrados em West Village


O que sobrou do antigo West Village?

O Inn original fechou e foi reaberto nos anos 90. Desde 2000 é um Marco Histórico Nacional e, em 2016, o presidente Obama declarou o bar como um monumento nacional.

A Beat e (quase) tudo foi esquecido depois que o mundo descobriu que o apartamento de Carrie Bradshaw de Sex and the City ficava em West Village e que ela lanchava com as amigas na Magnolia Bakery da Bleecker Street, a principal rua do bairro. Ah, ia esquecendo: a locação da série Friends – mas eu nunca vi sequer um capítulo – ficava ali perto, entre a Bedford Street e a Grove Street.

As más línguas dizem que West Village perdeu o charme de antigamente e a contracultura sumiu. A comunidade gay deixou o bairro e prefere morar em Chelsea. Enfim…são opiniões. Eu adorei.

É verdade, hoje em dia West Village é…, vamos dizer, chique e fashion, reduto de intelectuais e artistas de cinema que tem dinheiro para gastar com os “sobradinhos”. Mas não perdeu o charme e não é snob nem pretensioso como outros bairros novaiorquinos. E nem mesmo caro para um turista a passeio que quer tomar uma cervejinha ou jantar em um muitos bistrôs e restaurantes que ficam por ali.

O que ver em West Village

Qualquer que seja o seu roteiro em West Village não deixe de passar pela Washington Square Park, uma das praças mais legais de Nova York, ao lado da New York University. A dica vale principalmente para quem gosta de jogar xadrez, mas não explico o motivo para não estragar a surpresa.

Washington Square

Washington Square: uma surpresa para quem joga xadrez


Quando escrevo o que ver em West Village não quero dizer que existem monumentos imperdíveis no bairro. Sim, claro, fica perto da High Line o do Whitney Museum, mas o legal do bairro é “simplesmente” espreitar a vida novaiorquina. Por exemplo?

  • sobradinhos (lindíssimos) com ares de “lar doce lar”;
  • lojas super transadas, alternativas, chiques, tudo o que você imaginar, uma atrás da outra;
  • lojas gourmet com produtos locais e do mundo inteiro;
  • bares frequentados hoje e outrora por escritores e artistas, como o White Horse Tavern na Hudson Street;
  • pequenos teatros e cinemas alternativos;
  • bares icônicos para a comunidade LGBT na Christopher Street incluindo o famoso Stonewall Inn;
  • música ao vivo, principalmente jazz;
  • location de filmes famosos como Serpico, O Padrinho II e Men in Black II;
  • e…única casa de madeira ainda intacta em Manhattan (na esquina entre Groove St e Bedford St).

Dica: West Village é um bairro legal para andar de bicicleta. Uma opção para quem tem pouco tempo.

West Village

Como não se apaixonar?


Perry Street

Perry Street, no coração de West Village


Bleecker Street

Não perca uma das principais ruas para compras em Nova York. Não parece nada com a 5th Avenue, bem tranquila com lojas relativamente pequenas mesmo as grandes grifes. Entre a Christopher Street e  8th Avenue, você vai encontrar por exemplo Ralph Lauren, Comptoir des Cotonniers, Burberry, Jo Malone, Michael Kors e Marc Jacobs

Mas nem somente de compras vive Bleecker. A vida noturna também é uma das atrações, além dos mil bares e restaurantes. No n. 401 fica a famosa Magnolia Bakery onde – dizem – tem o melhor cupcake da Nova York. Não posso opinar porque não gosto de cupcakes e não entrei.

No final da Bleecker St começa a Hudson St que leva até a High Line, ao Chelsea Market e ao Whitney Museum.

p.s. gostei muito da pracinha que fica quase na frente da boutique de Marc Jacobs, onde sentei para tomar uma cerveja.

Bleecker Street

As “lojinhas” de Bleecker Street


Perry Street

Eu nunca fui fã de Sex and the City, mas não posso omitir rsrsrs que o apartamento de Carrie ficava no número 66, entre a Bleecker e a West 4th St. Por sinal um sobrado muito elegante, como outros da rua. A Perry é uma das mais bonitas. Silenciosa e arborizada. Grande classe.

o que ver em West Village

Especialmente para os fãs de Sex and the City: a casa de Carrie


MacDougal Street

Já nos anos 20 era o epicentro cultural de Greenwich Village, com bares e cafés muito famosos:

  • Café Wha?: meca de muitos cantores, onde Bob Dylan, Jimi Hendrix, Bruce Springsteen e Velvet Underground começaram a carreira;
  • Caffé Reggio: onde foi feito o primeiro cappuccino de Nova York nos anos 30 e filmadas cenas do Padrinho II;
  • Mamoun’s Falafel, ao lado do Reggio serve o melhor (e barato) falafel de Nova York.

Hoje continua bem movimentada com muitas opções de lanches rápidos e baratos.

Macdougal Street

Macdougal Street, uma das mais famosas e movimentadas do bairro


Como chegar em West Village

Chegar em West Village é super prático. Quem está em Soho, High Line ou Chelsea Market pode ir a pé.

Várias linhas de metrô passam nas redondezas. Depois que decidir o que ver em West Village, escolha a melhor opção.

  • Estação West 4 Street – metrôs A, B, C, D, E, F e M
  • Estação 8th Street – New York University – metrôs N e R.

Depois de West Village, não deixe de visitar o Chelsea Market que fica bem perto.

Leia mais aqui no blog  >> Chelsea Market, o mercado gourmet de NY


Fotos de Adelaide Pereira – Reprodução proibida

15 respostas
  1. Lua Ferreira
    Lua Ferreira says:

    Que delícia esse recanto em New York! Ele ja estava no meu roteiro justamente por ser o bairro da Carrie, mas confesso que não sabia muita coisa além disso. Muito obrigada pelo post 🙂

    Responder
  2. Viajante Comum
    Viajante Comum says:

    Que bacana! Excelente opção para sair do basicão! Aliás, o que seria basicão nessa cidade linda, né?! E como sou fan do sexy and the city, certamente vou no apto da Carrie! rs… Ótimo post!

    Responder
  3. Flávia Donohoe
    Flávia Donohoe says:

    Nova Iorque me conquistou de primeira, infelizmente não puder ficar muito tempo e não conheci tanto o west village, mas do que vi achei o bairro incrível e quero me hospedar lá da próxima vez, adorei saber mais sobre essa região de NYC!

    Responder
  4. Marta Chan
    Marta Chan says:

    Oh que bAirro amoroso de ny, as casas são lindas! Desconhecia por completo, mas esta info é a mais valiosa, pq normalmente vamos sempre para soho ou ver o empire state building ou times square. Gosto mais de explorar estas zonas menos famosas!

    Responder
  5. Dayana
    Dayana says:

    NY tem coisa pacas para se fazer… acho que seguiria sua dica da bike para rodopiar por West Village. Especialmente porque amo bikes! hahaha
    Adorei a arquitetura do lugar e não perderia por nada! 🙂

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *