O vinho rosé da Provença


Essa é pra você, viajante gourmet e adepto do enoturismo (como eu!). Entre todos os vinhos famosos da França, eu escolhi o vinho rosé da Provença de propósito, porque é a marca registrada de uma das regiões mais lindas e gourmet da Europa. 

É verdade, eu sei, que o rosé em geral é um vinho pouco conhecido, quase menosprezado. Nem tinto, nem branco… nem carne, nem peixe… é a reclamação de muitos. Mas na Provença, o vinho é rosé. Não tem como ignora-lo. E nem seria justo.

Antes de começar preciso ser 100% sincera com você: admito que comecei a apreciar o vinho rosé há poucos anos. Até então bebia o rosé em raras ocasiões, principalmente no verão, como aperitivo. Aos poucos, ampliei o cercado e, enfim, descobri o mundo do vinho rosé da Provença.

O rosé em geral

O vinho rosé é o mais esnobado e subestimado da galáxia enológica. E olha que os muitos especialistas consideram o vinho rosé como o mais antigo do mundo. Quando o homem tentou vinificar pela primeira vez, o vinho era rosa. É a versão atual do rosé que é relativamente recente.

O rosé passou por altos e baixos. É como um cometa. De repente, vira famoso, e depois some do mapa de novo. Uma pena – na minha modesta opinião – porque o vinho rosé é versátil, saboroso e, apesar da leveza, tem muita personalidade.

O rosé só precisa de uma coisa para ser amado: qualidade. Porque a gente até que perdoa vinho tinto “de supermercado”, mas rosé ruim é intragável.

A cor do rosé varia dependendo do tipo de uva utilizada na produção. Pode ser rosa claro, alaranjado ou até mesmo rosa escuro com nuances de violeta. O rosé deve ser consumado ainda jovem, no máximo em dois anos, a não ser que seja de excelente qualidade, top de gama. E fresco, nunca gelado. E sem gelo, é claro :)

Pode ser servido como aperitivo ou para acompanhar frutos do mar, carnes leves e verduras. Vai tranquil@. Lembre-se que o rosé combina muito bem com os sabores fortes da Provença, como tapenade e aïoli.

O rosé é muito apreciado (e consumido) na região do Mediterrâneo, especialmente na Itália, França, Espanha e Portugal. Na região italiana da Puglia, por exemplo, além do famoso Primitivo, existem excelentes vinhos rosados.

vinho rosé da Provença

O vinho rosé da Provença


O vinho rosé da Provença

Como escrevi no início, o vinho da Provença é o rosé, que representa mais de 80% da produção regional. A zona de produção fica numa faixa de 200 km entre o litoral e os Alpes Marítimos, sob o sopro do vento Mistral e entre os campos de lavanda. Talvez por isso o vinho rosé da Provença seja considerado o melhor do mundo.

O rosé provençal não renega as próprias origens. É um vinho frutado e aromático, podendo ser leve ou robusto, dependendo do terroir e das uvas utilizadas. O rosé tem a cara dos verões ensolarados típicos da região, das colinas amareladas e das ervas provençais.

Um vinho que combina perfeitamente com um aperitivo depois do relax matutino nas praias maravilhosas da Côte d’Azur. Ou um passeio-degustação nos terroirs com alta taxa de charme, entre os cachos de uvas ShirahMourvèdre e Grenache.

Parar em um Château e degustar um dos tantos vinhos típicos não é uma opção mas um dever cívico.

As categorias “Appellation d’Origine Contrôlée“, a mais nobre, da região são:

  • Côtes de Provence;
  • Coteaux d’Aix-en-Provence;
  • Coteaux Varois en Provence;
  • Les Baux-de-Provence;
  • Palette;
  • Cassis;
  • Bandol;
  • Bellet.

Bandol, a 50 km de Marselha é o distrito mais famoso, no entanto, é nela AOC Palette, que vive o puro sangue dos rosé: o Château Simone, cuja vinícola fica a 15 km de Aix-en-Provence. Um mimo de cidade e uma ótima base para quem quer conhecer a região.

Mais popular é a AOC Côtes de Provence mas nem por isso menos digna de uma degustação. A área de produção é muito ampla, começando depois de Nice, passando por Saint-Tropez, até Toulon, incluindo o interior.

Gostei tanto que, na volta da viagem, trouxe várias garrafas como souvenir kkkk.

Leia mais sobre a Provença aqui no blog | Roteiro na Provença

vinho rosé da Provença

Uma boa garrafa de rosé provençal custa entre 10 e 15 euros.


vinícolas da Provença

Muitas vinícolas ficam perto da estrada. E só parar e entrar


Guarde no Pinterest para ler depois

Vinho rosé da Provença

 

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.