Receitas do mundo: Dakos grego


O dakos é um prato típico da Ilha de Creta, preparado com ingredientes mediterrâneos muito comuns não somente na Grécia mas em outros países como a Itália e a Turquia.

A culinária grega é muito apreciada porque rica de verduras e temperos simples como azeite e ervas aromáticas (manjericão, tomilho, erva-doce e orégano). Os ingredientes mudam de acordo com a região mas, em geral, incluem pão, carne de cordeiro ou de porco, azeitonas pretas kalamata, queijos de ovelha e cabra, folhas de uva, pepino, pimentão, berinjela, iogurte, mel e nozes. Entre os queijos, o mais famoso é o feta, produzido em blocos com leite de ovelha (mais de 70%) e  leite de cabra (menos de 30%), de cor branca, granulado e pouco gorduroso. O feta é um queijo D.O.C., quer dizer, com “Denominação de Origem Controlada”.

Um dos pratos gregos mais famosos é a salada grega, apreciada no mundo inteiro e um must para quem visita o país. A salada grega é feita com tomate, pepinos, cebolas vermelhas, queijo feta, azeitonas pretas e azeite. Uma variação da salada grega é o dakos, uma especialidade ainda pouco conhecida no Brasil, mas muito fácil de fazer.

Como preparar o dakos grego

O dakos é servido como entrada ou refeição rápida. Conhecido também como koukouvagia ou koukouvayia (coruja), provavelmente pela forma do pão utilizado como base do dakos. É preparado com ingredientes muito simples: fatia de pão seco ou torradas de cevada, tomate, queijo feta ou mizithra (especialidade cretense parecida com o feta), azeitonas pretas, azeite e orégano. Não requer cozimento, é leve e vegetariano (mas não vegano).

Pão típico para dakos

Pão típico para dakos


No Brasil, o dakos é erroneamente chamado de “bruschetta grega”, porque parece com a especialidade toscana. Na realidade o dakos parece mais com outro prato italiano, típico da Região Puglia, chamado frisella. A frisella usa exatamente o mesmo tipo de pão e os mesmos temperos, com exceção do queijo feta.

A receita original do dakos é feita com dois ingrediente, o pão de cevada torrado (furado no meio) e o queijo feta, nem sempre fáceis de encontrar no mercado brasileiro. Para substituir estes ingredientes, podem ser usados pão de cevada cortado em fatias grandes (seco ou torrado no forno) e ricota esfarelada (melhor ainda se for de ovelha).

Geralmente o dakos é servido sem cebola, mas alguns restaurante adicionam rodelas de cebola vermelha crua por cima. Acho desnecessário porque cobre o sabor dos outros ingredientes.

Ingredientes para 2 pessoas

  • 2 fatias grandes de pão de cevada torrado (com 1,5 cm de altura e 10 cm de diâmetro, mais ou menos);
  • 2 tomates grandes ou 10-12 tomates cereja (mais macia e adocicada);
  • 100 gr de queijo feta (ou mizithra, um tipo de queijo um pouco mais macio) ou ricota bem esfarelada e amassada com garfo;
  • azeitonas pretas sem caroço;
  • azeite;
  • sal e orégano.
Dakos: ingredientes mediterrâneos

Dakos: ingredientes mediterrâneos


Modo de fazer

Preparar uma emulsão misturando em um copo 1/3 de azeite e 2/3 de água, e bater bem até homogeneizar. Umedecer o pão torrado com a emulsão e deixar amolecer por 20 min. A quantidade de emulsão depende do tamanho do pão, que deverá ficar macio mas não quebradiço. Se o pão não estiver muito seco, diminua a quantidade de água na emulsão.

Picar os tomates, coloca-los na peneira e deixar escorrer a água. Regar o pão com azeite, colocar o tomate picado em cima do pão, adicionar sal, o queijo esfarelado e as azeitonas.

Colocar orégano e  regar outra vez com azeite a gosto.

Tempo: 10 minutos (+ 20 min para o amolecimento do pão).

Dakos preparado com o pão tradicional

Dakos preparado com o pão tradicional cretense


 Como servir o dakos grego

O dakos é ótimo como entrada ou como aperitivo (se for usado um pão um pouco menor). Os dakos devem ser servidos já prontos.

O dakos pode ser acompanhado com uma cerveja leve ou um vinho branco, como Friulano ou Sauvignon.

Bom apetite!

2 respostas
  1. maria edith
    maria edith says:

    legal a receita. Mas se a ricota tem a textura proxima do feta, o sabor é totalmente diferente. Acho que seria melhor um queijo de sabor mais marcante. Um bom minas meia cura por exemplo, ou um canastra.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.