pratos típicos da Sicília

Pratos típicos da Sicília: café da manhã com sorvete


Os pratos típicos da Sicília misturam sabores e aromas que nascem entre o vulcão Etna e as águas cristalinas do Mediterrâneo. Um tesouro que a Sicília, esparramada preguiçosamente entre dois continentes, guarda para viajantes destemidos.

É verdade que muitas receitas viajaram pelo mundo afora nas malas dos sicilianos que deixaram a ilha e hoje são preparadas no mundo inteiro. Mas se você quiser experimentar o autêntico sabor das laranjas, das amendôas e dos pistaches sicilianos, tem que pegar um avião e ir até lá. Em nenhum lugar nada é tão gostoso e genuíno.

Começando pelo café da manhã – que vai deixar você sorrindo sem saber porque. Um café da manhã diferente que você enconta somente na Sicúlia, bem gelado, que refesca o corpo e a mente.

É a granita com ‘brioscia’ e sorvete…Espere aí, acabe de ler. Não fique chocado.

A granita siciliana

A granita (parece – mas não é – a nossa raspadinha) é uma bebida semi-congelada feita com água, acúcar e frutas. A textura da granita siciliana é cristalina e cremosa ao mesmo tempo. É difícil de explicar mas não tem nada a ver com os produtos industrializados que você vai encontrar non bares da vida.

Os ingredientes parecem simples mas na realidade contam uma “história” antiga que começa milhares de anos atrás.

O primeiro ingrediente é a água, álias, o gelo. Foram os antigos gregos e, em seguida, os romanos, que criaram a tradição de coletar neve no pico do Etna durante o inverno e armazená-la em “geleiras”. No verão o gelo era raspado e servido com uma cobertura de suco de fruta ou flores (por exemplo, o jasmim).

Em seguida, com a chegada dos árabes, os sicilianos entraram em contato com o “sherbet”, uma bebida muito gelada e densa, aromatizada com sucos de vários sabores, inclusive rosa e sândalo. Foi justamente durante a dominação dos árabes na Idade Média que os sicilianos conheceram o açúcar, outro ingrediente-chave da granita. Pouca gente sabe mas as primeiras plantações de cana-de-açúcar avistadas na Europa ficavam na Sicília.

Para completar a granita, os sicilianos colocaram as frutas frescas típicas da ilha, como limão, e as frutas secas, como amêndoas e pistaches.

A granita mais famosa é feita com o limão siciliano (o amarelinho). A mais gostosa, na minha opinião, é feita com pistache. Mas a de amêndoas também não é nada mal. A versão com café e creme de leite, típica da cidade de Messina, é até denominação de origem controlada.

Mas não podemos esquecer a granita de jasmim de Trapani, e a de açafrão e amêndoas de Noto. E para fechar com chave de ouro, a granita de amoras pretas ou brancas.

pratos típicos da Sicília - granita

Uma granita de amêndoas geladíssima


A granita com brioscia

Para acompanhar a granita os sicilianos usam a brioscia (ou brioche), um pão ligeiramente adocicado, redondo, macio, preparado com farinha, leite, ovos e manteiga. A brioscia também viajou muito até chegar na Sicília. Dizem que foram os normandos a introduzi-la na culinária siciliana, passando antes pela França.

A brioscia tem uma forma muito engraçada, parece um turbante, e não deve ser confundida com o croissant.

pratos típicos da Sicília ; brioscia

A forma típica da brioche siciliana (brioscia)


Brioscia siciliana

A brioscia tem variações com creme e outros recheios


A brioscia pode ser servida sem nada ou recheada com sorvete. Isso mesmo: gelato, o sorvete italiano. Cremoso, feito com autênticos ingredientes silicianos, como os pistaches de Bronte, a capital mundial das pepitas verdes.

A combinação dos dois mundos, árabe e europeu, tem um nome bem siciliano, “a granita câ brioscia”. O casalzinho multiétnico não é somente um dos pratos tipicos da Sicília, mas uma tradição arraigada que diferencia os sicilianos. Além de ser a tábua de salvação nos dias quentes do verão, é claro.

A brioscia con gelato é em poucas palavras – um sanduíche de sorvete. Imaginem a delícia. A brioscia protege o sorvete, evita que ele derreta imediatamente por causa do calor.

Dá tempo para saborear tudo lentamente, seguindo o ritmo da rotina siciliana. Com calma. Mas eles tem razão. Para que correr se na sua frente tem um café da manhã escandalosamente gostoso como a brioscia con gelato de pistache e fior di latte?

Brioscia e gelato

Brioscia e gelato


Não nos resta que cair na tentação e esperar a hora de ir para a praia. Quem sabe em Selinunte, um dos sítios arqueológicos  mais bonitos da Europa, fica perto de Trapani.

Leia mais sobre a Sicília

Um roteiro em Palermo

Roteiro entre Trapani e Marsala

Selinunte

Sítio arqueológico de Selinunte, praticamente na beira da praia



2 respostas
  1. André Sant Ana
    André Sant Ana says:

    Ótima matéria !! Dá para imaginar o gostinho dessas delícias.
    Quando se viaja, provas as delícias locais faz parte de um bom roteiro de viagem, principalmente pela Itália.
    B EstRei em Julho por Milão e Com, tens dicas de restaurantes imperdíveis (com bom custo X benefício) ?

    Abraços

    Responder
    • Adelaide
      Adelaide says:

      Olá André, tudo bem?
      Eu dedico muito tempo ao “setor gastronômico” das minhas viagens.
      Acho muito importante.
      Não posso mandar dicas sobre Como, porque sempre fiz lanches rápidos quando visitei a cidade.
      Em relação a Milão, começando dando uma olhada no meu post
      http://www.turistaimperfeito.com/comida-de-rua-em-milao-comer-bem-gastando-pouco/
      Tem umas dicas sobre lugares para comer rápido, bem, sem gastar muito.
      Se você estiver viajando com a família, é melhor deixar para comer em restaurante somente no jantar. Fica mais prático.
      Milão é uma cidade cara, mas escolhendo você pode economizar. Evite os restaurantes que ficam nos arredores da catedral Duomo.
      Uma boa opção é pizzeria porque os preços são mais acessíveis do que os restaurantes. Ou até Eataly, garantia de boa comida.
      Outra opção é a famosa trattoria, um restaurante familiar com bons preços.
      Aí vão algumas ideias de trattoria, mas controle antes do Trip Advisor para checar se combina com o seu gosto:
      – Pane al Pane, Vino al Vino – perto da parada Lima do metrô 1
      – Nerino Dieci Trattoria – perto da Via Torino (centro)
      – Trattoria Sabbioneda – perto da parada Lima do metrô 1.

      Abs

      Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *