A Catedral de Salisbury e a Magna Carta


A 20 km de Stonehenge fica a Catedral de Salisbury, maravilhoso exemplo de arquitetura gótica e guardiã de um dos quatro manuscritos originais da Magna Carta, um dos documentos mais importantes da história da Inglaterra.

A fama da vizinha Stonehenge distrai e deixa em segundo plano a charmosa cidade de Salisbury e a sua maravilhosa catedral. O resultado é que muitos viajantes visitam o monumento megalítico sem sequer esticar um pouquinho o roteiro para visitar uma das igrejas góticas que entraram na minha lista top 10, juntamente com Alcobaça e Batalha em Portugal.

catedral de Salisbury

A fachada imensa da catedral


Catedral de Salisbury

Uma das fachadas laterais da catedral


Um pouco sobre a Catedral de Salisbury

Salisbury é uma daquelas típicas cidades inglesas do interior, muito florida, com um centro histórico bem preservado e casinhas pitorescas. A cidade, a somente 140 km a sudoeste de Londres, foi fundada na verdade a Old Sarum, um núcleo de origem romana que fica perto da atual Salisbury.

Salisbury é famosa principalmente graças à catedral, consagrada em 1258 e um dos principais exemplos do estilo gótico primitivo inglês. A sua torre, com 123 metros, é a mais alta do Reino Unido.

Claustro Salisbury

O claustro da catedral


Como visitar e o que ver na Catedral de Salisbury

A catedral não é pequena e a visita recomendada dura mais ou menos 2 horas, incluindo a Magna Carta e um passeio no claustro e nos jardins. É possível acompanhar um dos tours guiados gratuitos ou usar os folhetos explicativos distribuídos na entrada, também gratuitos (com versão em português).

A catedral é majestosa e abriga importantes obras e relíquias como por exemplo:

  • os vitrais, com destaque para o vitral Prisoners of Conscience de Gabriel Loire, colocado na Trinity Chapel;
  • túmulos de personagens importantes como o Conde de Salisbury que incentivou a construção da catedral;
  • o mais antigo relógio mecânico ainda funcionante na Inglaterra, de 1386;
  • a fonte realizada pelo artista inglês William Pye .

No entanto, é a Magna Carta o mais importante tesouro guardado na catedral. O manuscrito original foi levado até lá por Elias de Dereham, presente a Runnymede durante a promulgação da Magna Carta em 1215 e encarregado de distribuir alguns cópias do documento. Em seguida, Elias foi nominado sacerdote de Salisbury, participando à construção da catedral.

A cópia mais bem preservada do importante manuscrito é justamente a que encontra-se na catedral de Salisbury.

A Magna Carta pode ser vista mas não fotografada.

Vitrais de Salisbury

Alguns dos vitrais da catedral


fonte Salisbury

A fonte de água


Como chegar

Chegar em Salisbury é fácil e prático.  A cidade poderia até ser uma boa base para conhecer Stonehenge, a 30 minutos de carro, e os arredores.

A viagem a partir de Londres pode ser feita de carro (2 h 30 min) ou de trem pela Estação London Waterloo com a companhia South Western Railway (1 h 45 min).

Informações úteis

Endereço | 6 The Close, Salisbury SP1 2EJ

Horários | funciona diariamente o ano inteiro, de 9h às 17h (segunda a sábado) e de 12h às 16h (domingo). O horário da Magna Carta é um pouco mais curto (consulte o site oficial).

Preço | é sugerida uma doação voluntária de £7.50 (adultos) e £3.00 (crianças com mais de 5 anos). O tour  del 105 minutos na Torre custa £13.50.

Site oficial | Salisbury Cathedral



Vai esticar até a Cornualha e o Dorset? Confira aqui

As principais atrações do Dorset

Tudo sobre o maravilhoso arco de Durdle Door

Cornualha: dicas e atrações


 

2 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.