As cores do mercado do peixe de Catânia


O mercado do peixe de Catânia é uma experiência surreal. Um turbilhão de aromas, vozes, gritos, cores. Tudo misturado como uma sopa de peixe bem temperada e apimentada. Emoções fortes que nem todo mundo aprecia quando viaja.

Mas é nos mercados onde eu geralmente encontro a essência das cidades que visito. Uma viagem na viagem. Uma viagem nas entranhas. 

E o mercado de Catânia não foi um exceção. Dentro do mercado você vai “respirar” a tradição, os costumes e a história (sofrida) de uma região – a Sicília – habituada há séculos a conviver com adversidades econômicas, apesar da fartura da natureza. Paradoxo que nós brasileiros conhecemos muito bem.

Cenas de vida dura. Dureza de verdade. Os rostos marcados e as mãos cheias de calos contam a estória da vida dos pescadores e dos vendedores de peixe. Sempre trabalhando, no inverno e no verão, com sol, chuva, frio, calor… Como garimpeiros em busca de ouro.

Quem vende, grita, gesticula, oferece o melhor preço e a melhor mercadoria. É a tradição herdada dos árabes. O mercado lembra mesmo um suk árabe.

A língua oficial das transações é o dialeto siciliano, difícil de entender as palavras exatas mas é fácil intuir o significado.

Quem compra, escuta, escolhe e pechincha descaradamente. É a lei do mercado desde sempre.

E você bem no meio desse caos dirigido por regras férreas onde cada um interpreta um papel. Até mesmo você, o espectador.

Escolha é o que não falta no mercado do peixe de Catânia. Dizem que o melhor peixe da Itália nade nas águas sicilianas. Acho que seja verdade. Tem de tudo realmente: peixe (atum, peixe espada, enchovas, sardinhas…), camarão, polvo, mexilhões, mariscos de todas as cores e tamanhos… Vi pescado ainda vivo, batendo no balcão ou dentro do balde de água.

Depois de perambular do lado de fora do mercado, entre na parte coberta. Um túnel encravado entre uma ponte ferroviária e ruelas antigas. É como entrar na barriga de Moby Dick. Meio escuro, peixe para todo lado, poças de gelo derretido, foices, facões, vísceras…cheiro de mar…

Mas não poderia ser de outra forma, não é mesmo? Quem chegou até aqui não pode desabar na chegada. Vá em frente. E acabe seu tour comendo um cartoccio di fritto misto – uma porção de frutos de mar empanados – em uma das lanchonetes que ficam ao lado do mercado. Tudo bem, tem cheiro de peixe…mas quando você vai fazer isso outra vez? Talvez nunca!

mercado do peixe de Catânia

Peixe para todos os gostos


frutos do mar

50 tons de rosa


mercado do peixe de Catânia

Sem acotovelamento não é mercado que se preze


o mercado do peixe de Catânia

Limpeza do peixe completamente manual, sem luvas, facas…nadinha


mercado do peixe de Catânia

A meu pedido, ele gentilmente parou um minuto de cortar peixe para ser fotografado


mercado de Catânia

Azeitonas sicilianas temperadas: acompanhamento perfeito


mercado de Catânia

Companheiros de trabalho no mar afora


cartoccio di pesce fritto

Pra fechar com chave de ouro: cartoccio di pesce fritto


Informações sobre o mercado do peixe de Catânia

O mercado do peixe de Catânia funciona todos os dias de manhã, menos no domingo, atrás da Piazza Duomo, a praça da catedral e da Fontana dell’Amenano. Fica num largo, não é nem uma praça de verdade. O ideal é chegar cedo – antes das 10 – para não perder o vaivém dos compradores apressados e o espetáculo dos balcões e cestas cheias de peixe.

A área do mercado é relativamente pequena. Na parte da frente tem exclusivamente peixe fresco e na parte de dentro tem também conservas, azeitonas, bacalhau… Na parte de trás, ao lado do viaduto ferroviário, tem o “departamento” das frutas, verduras e hortaliças.

Não pude comprar nada porque fiquei em hotel e não tinha cozinha. Uma pena. Na próxima visita vou alugar um apartamento somente para cozinhar o peixe fresco de Catânia.

Eu passei no mercado no fim da tarde, por curiosidade, quando já não tinha ninguém. Tudo limpo e lavado. Nem parecia verdade que de manhã tivesse tido um mercado de peixe. Incrível.

No dia seguinte, de madrugada, começa tudo de novo.

Quer saber mais sobre Catânia e a Sicília?

Está planejando uma viagem em Catânia ou em outras regiões sicilianas? Leia mais aqui no blog sobre o vulcão Etna, as salinas de Marsala, Trapani e Palermo.

>> Como visitar o vulcão Etna

>> Os melhores pratos típicos de Catânia

>> Roteiro em Trapani e Marsala

>> Como visitar Palermo


Guarde no Pinterest para ler depois

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *