Bergamo

Como chegar em Bergamo, a cidadela medieval perto de Milão


Uma das dúvidas mais corriqueiras dos turistas que visitam Milão é se o bate-volta até Bergamo vale a pena. Sim, porque Bergamo é uma das tantas cidades históricas perto de Milão, como Pavia ou Como, que pode ser visitada em um dia, sem correria nem estresse. Mas como chegar em Bergamo, saindo de Milão, da maneira mais prática, barata e rápida possível?

Sobre Bergamo Baixa e Bergamo Alta

Para entender melhor como chegar e circular na cidade é preciso saber que Bergamo tem dois núcleos urbanos – “Città Alta” (cidade alta) e “Città Bassa” (cidade baixa) – separados por uma muralha construída no século XVI durante a dominação veneziana e tombada em 2017 pela Unesco como Patrimônio da Humanidade.

A Città Bassa (ou Bergamo Bassa) é um conjunto de antigos burgos localizados no sopé da colina que abriga Bergamo Alta. Na parte baixa ficam as principais áreas residenciais, a sede da prefeitura, a estação de trem e a maior parte das atividades comerciais e econômicas da cidade.

A Città Alta (ou Bergamo Alta), o foco do roteiro turístico, é um burgo medieval com monumentos históricos e artísticos importantes, como as antigas muralhas, os torreões medievais,  a catedral e a famosa Basílica de Santa Maria Maggiore.

como chegar em Bergamo

A belíssima basílica Santa Maria Maggiore em Bergamo Alta


Como chegar em Bergamo saindo de Milão

Bergamo, localizada a somente 50 quilômetros de Milão, é muito bem servida por meios de transportes públicos.

Assim sendo, use, abuse e escolha o trem. Não aconselho o uso de carro nem para ir até a cidade nem para se locomover no centro, muito menos na Città Alta.

É bom lembrar que Bergamo é uma cidade turística e os estacionamentos, além de poucos, são quase todos a pagamento. Além disso, muitas zonas na Cidade Alta são classificadas como “ZTL”, ou seja, as temidas “zonas a tráfego limitado”. Quem erra, mesmo sem querer, fica sujeito a multas salgadas.

Se não tiver outro jeito, a melhor alternativa é a rodovia Autostrada A4 Milão-Veneza, direção “Veneza”, saída “Bergamo”.

Antes de chegar na cidade, consulte o site oficial dos transportes urbanos para conferir as ZTL, localizar os estacionamentos e checar os preços.

Quem prefere ir de trem, pode utilizar uma das três estações ferroviárias a disposição, todas com parada de metrô (Linha 2, verde):

  • Milano Centrale
  • Milano Lambrate
  • Milano Porta Garibaldi

Os trens são do tipo “Regionale” e portanto os bilhetes podem ser comprados na hora, sem necessidade de reservar assento. O preço por pessoa (só ida) custa entre 4,80 e 5,50 euros (dependendo da estação escolhida) e a viagem dura aproximadamente entre 50 e 65 minutos. Antes de embarcar, não esqueça de validar os bilhetes nas máquinas que ficam nas plataformas.

A estação ferroviária de Bergamo fica localizada no centro da Cidade Baixa, exatamente na Praça Marconi.

Enfim, para quem está em outras cidades italianas ou europeias, tem a opção aérea. A 5 km de Bergamo fica o Aeroporto Orio al Serio, o preferido das companhias low cost, principalmente a Ryanair. Para ir do aeroporto até o centro de Bergamo, use o Airport Bus, com saída a cada 20 minutos.

Como chegar em Bergamo Alta

Depois de entender como chegar em Bergamo (na Cidade Baixa), tem que planejar como ir até a Cidade Alta. Parece complicado mas não é.

Chegando de trem você tem três opções: ônibus, funicular ou “expresso canelinha”. Sem esquecer que a Cidade Alta fica no topo da colina.

Qual é a melhor opção? Depende muito do tempo disponível, da preparação atlética para subir as ladeiras 🙂 e do gosto de cada um. Eu por exemplo prefiro caminhar para ir fotografando aqui e acolá.

No entanto, a subida com o funicular não é uma má ideia porque o trajeto oferece uma maravilhosa vista panorâmica da cidade baixa, das colinas e dos arredores.

Funiculares de Bergamo

Em Bergamo existem duas linhas de funiculares que conectam a parte baixa da cidade com a parte alta.

  • Funicular “Città Alta” que leva até o centro da cidade alta (a estação fica na avenida Viale Vittorio Emanuele)
  • Funicular de “San Vigilio” que liga a cidade alta e a colina de San Vigilio onde fica o castelo de San Vigilio  (a estação fica no Largo di Porta di Sant-Alessandro).

Para chegar até a estação da funicular “Città Alta” pode-se ir a pé (15 minutos) ou apanhar o ônibus da Linha 1 da companhia ATB, com saída a cada 10 minutos na frente da estação ferroviária.

O trajeto a pé atravessa o centro da Cidade Baixa, passando pelas avenidas Viale Papa Giovanni XXIII e Viale Roma.

Os preços da passagem por pessoa são os seguintes:

  • normal: 1,30 euros com validade de 75 minutos (inclui ônibus e funiculares);
  • turístico: 3,50 euros com validade de 24 horas (inclui ônibus e funiculares).

Depois de visitar a cidade alta, quem quiser continuar o roteiro até o Castelo de San Vigilio, pode apanhar a funicular “San Vigilio” ou subir a ladeira a pé. Nesse caso é preferível a funicular (como eu fiz) porque o trajeto é muito íngreme.

Enfim, resumindo. Como chegar em Bergamo saindo de Milão? De trem até a Bergamo Bassa. A pé, de ônibus ou de funicular de Bergamo Bassa até Bergamo Alta. E de funicular de Bergamo Alta até o Castelo de San Vigilio.

Como voltar para a estação ferroviária

Quem subiu de funicular (e não está de língua de fora) pode descer a pé para curtir as ruelas e as escadarias da cidade medieval. Caso contrário, pode voltar de ônibus ou de funicular.

Chegando na cidade baixa, que também é muito bonita, eu aconselho um pit stop nos principais monumentos ou ainda uma “pausa shopping” na Via XX Settembre, onde ficam lojas como Zara, Mango, Liu Jo, Foot Locker, etc.

Bom passeio!


Guarde no Pinterest para ler depois

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *